segunda-feira, 15 de julho de 2019

CONTATOS NA FAZENDA VINAGREIRA: JOSÉ DE FREITAS-PI


 1. Pesquisa ufológica: uma árdua tarefa



    Realizar uma pesquisa de campo na área ufológica é uma tarefa árdua e cansativa. Muitas vezes nos deparamos com situações inesperadas, que somente quem convive com o fenômeno é capaz de superar. Se já é difícil lidar com aspectos terrestres, imaginem tentar entender as circunstâncias que desafiam nossa capacidade de compreensão e raciocínio. Das viagens que tenho feito por algumas regiões do nosso Estado, o Piauí, muitas coisas tenho ouvido falar pelas pessoas simples, mais sinceras, dos seus encontros com os chamados objetos voadores não identificados (óvni) ou ufos (inglês). Para mim estes objetos já estão em plena identificação (não fazem parte da nossa sociedade contemporânea) e se fazem, vivem ocultos por meios ainda incompreensíveis aos padrões atuais. Tamanha capacidade de monitoramento em todo o nosso Estado, leva-me a crer que seu “ponto de apoio” ou melhor “bases de operações” estão camufladas em embocaduras, serras ou outro lugar qualquer que foge a sua localização.

    Há uma constante estratégia por nós, pesquisadores da ufologia, no sentido de tentar antecipar um acontecimento em dado espaço terrestre. Precisamos a todo custo, estarmos de “orelhas em Pé” como diz o velho ditado popular.   Não deixando passar qualquer informação que se somam a tantas outras. Assim, nossos arquivos estarão mais completos, para visualizarmos as peças ainda espalhadas deste imenso “quebra-cabeça” que estar sobre nossas cabeças e em todos os lugares desta imensa esfera azul chamada Terra.

2. José de Freitas e o fenômeno OVNI

    O Piauí é um Estado bastante rico em acontecimentos ufológicos. Imaginamos que do montante dos relatos existentes, menos de 1% chegam de fato ao nosso conhecimento. A ausência de conhecimento científico do fenômeno pela população, principalmente nas zonas rurais, contribui para esconderem suas experiências dos demais, na tentativa de evitar a ridicularização, o deboche e a gozação somente daqueles que ainda continuam “alienados” de uma realidade tão presente em nosso Estado.

    Já tinha conhecimento que fatos estranhos estariam acontecendo na região de José de Freitas. Estes chegaram a mim pela reportagem exibida por uma emissora local e matéria vinculada também em jornal. Faltava apenas conhecer de perto sua casuística com relação aos fenômenos de grande intensidade que tirava o “sossego” de muita gente.

    Surgiu a possibilidade de estar bem mais perto dos fatos, quando um conhecido meu, senhor Deusdete veio a mim e relatou que em sua fazenda, coisas estranhas estavam acontecendo já a um certo tempo.Tenho  observado em minhas pesquisas, que não é necessário ir muito longe para está informado sobre os fenômenos ufológicos. Parece-me que somos constantemente estimulados para uma tentativa de “encontro” ou compreensão melhor desta realidade.

    Parti de Teresina-PI num sábado, 14 de novembro de 1998, e muito cedo já estávamos na estrada. Nosso destino inicial era o município de José de Freitas. No carro além deste pesquisador, senhor Deusdete, seu filho Jorge e o motorista, estavam nos planos, uma parada neste município para que outro passageiro, o Hélio integrar-se a esta viagem. Para se chegar a esse destino, partindo de nossa capital pelo sentido norte (BR-343), entra-se à esquerda na altura do posto da Polícia Rodoviária Federal, pela PI-113, e percorrem-se inicialmente uns 50 Km até a sede do município. Segundo dados do IBGE, este tem uma área de 1.639 km2, numa altitude de 137 metros. Limitando-se ao norte, com União e Barras; ao sul, Altos e Teresina e União. É uma cidade que tem atrativo turístico. Dois grandes açudes têm proporcionado uma vida nova ao município. O açude Pitombeira e o açude do Bezerro. Este último, nos finais de semana, grandes caravanas se destinam as suas águas. Soube pelas opiniões dos “contatados” que o fenômeno intensificou-se ainda mais depois da sua construção.

    Os proprietários das diversas barracas instaladas as suas margens, são testemunhas de acontecimentos inusitados que se tornaram rotina. Convivem com o fato a muitos anos, identificando até o período de maior intensidade das “aparições” das luzes que dançam e fazem acrobacias sobre o grande lago. Abaixo visualizamos melhor a dimensão deste açude e a sede do município, imagem de satélite fornecida pela Embrapa.

 


Figura 2. José de Freitas e açude do Bezerro. Fonte: embrapa/ Internet.

    Existe ainda a possibilidade que o(s) óvni(s) esteja(m) usando estas águas para sua camuflagem ou outro meio possível. Fato evidenciado pela freqüência de avistamento sobre o imenso açude. Os relatos as suas margens são de grande intensidade, e ficaram para uma futura pesquisa.

    O meu destino como pesquisador solitário, pois nesta viagem não houve a possibilidade de ter o acompanhamento do grupo, era a fazenda vinagreira que fica a uns 25 Km aproximadamente de José de Freitas, no sentido norte. Seguindo pela PI-113 em direção ao município de Barras. Na localidade “os Marcos” à esquerda de vai neste sentido, entra-se por uma estrada vicinal e percorrem-se alguns quilômetros até a sede da fazenda.

    Estive por lá apenas um dia, e fiquei impossibilitado de percorrer áreas circunvizinhas. Estava condicionado ao proprietário, e mesmo nos arredores desta propriedade entrevistei algumas pessoas com muitos contatos. Constatei que a incidência do fenômeno na região é de grandes proporções. Os moradores já estão “acostumados” e até assistem de suas casas o sobrevoou do objeto sobre a mata.


Figura 3. O autor na sede da fazenda.   


          Figura 4. Entrada da propriedade.  Fonte: o autor

   
    Nas imagens acima, podemos ter uma pequena noção de como se estrutura esta propriedade. Tem uma extensão de 700 hectares, e no passado foi produtora de cera de carnaúba. A fauna e flora estão conservadas, além da sede oferecer todo conforto possível. Na época da minha pesquisa, havia até um posto telefônico. Criações das mais diversas promovem um cenário tipicamente de uma fazenda nordestina e acolhedora.

    Os casos pesquisados, arquivados em fita de VHS, confirmaram que a atuação dos extraterrestres naquela região foge até uma possível estimativa de quantas ocorrências já aconteceram e ainda se multiplicam naquele cenário interiorano. Se me fosse permitido percorrer áreas circunvizinhas, não haveria possibilidade narrativa dos fatos aqui. Alguns moradores estiveram na fazenda à noite, onde pude entrevistá-los, como mostra a imagem a seguir.


Figura 5. Moradores na porta da fazenda. 
     Figura 6. Cenário magnífico na lente do autor.Fonte: o autor


  Casos interessantes como ocorrido com o senhor António Gonçalves (58 anos), lavrador e morador vizinho à fazenda vinagreira. Este já perdeu a conta de quantas vezes viu o “aparelho” (designação regional para o fenômeno óvni). Seus vizinhos costumam também ver o objeto sobrevoando a floresta da porta de casa. António narrou alguns encontros bem mais próximos, entre eles o acontecido em 15 de maio de 1997. Eram 21:00 horas aproximadamente quando retornava juntamente com seu amigo José de uma pescaria no rio maratoam, que fica a uns 6 Km de sua residência. Ao percorrer de bicicleta 1 km e conversando naturalmente com seu companheiro, foram surpreendidos com uma “luz” muito intensa que “investiu” sobre eles. António vinha na garupa e jogou-se sobre uma moita juntamente com José. Conta ele que o brilho era muito intenso e azulado, não sendo possível observar diretamente o objeto. Tamanho susto fez com que ficassem quietinhos e não querendo observá-lo, numa tentativa de saírem daquela situação inesperada. Depois de um bom tempo, o foco luminoso apagou-se, permitindo com que ambos continuassem o seu percurso.

    Outra ocorrência ufológica com António verificou-se sem data estabelecida, quando retornava com sua esposa de uma reunião política da residência do senhor Maurício. Ao passar pelas casas dos senhores “Zé ranrrão” e “marizão”, o “aparelho” jogou o “reflexo” (designação popular para indicar um foco luminoso em sua direção), fazendo com que ambos se escondessem em uma moita próxima. A “luz” não demorou muito se apagar e logo retornaram ao percurso até sua casa. Desde essa experiência, sua esposa criou um medo intenso deste(s) objeto(s).

    Fato bem mais recente a época que estive por lá, deu-se com o mesmo em julho de 1998. Foram a uma pescaria no mesmo rio já mencionado, juntamente com os colegas: o filho e “profilho”. Os últimos não acreditavam no fenômeno e até ridicularizavam os contatados. Conta António que ao saírem do rio, vinham de carro( bugre), e já foram surpreendidos pelo objeto luminoso sobre a mata ainda distante. Os dois que andavam com ele,  ficaram a discutir se era ou não o “aparelho”. Fato concreto deu-se rapidamente quando o ponto distante apagou-se e acendeu sobre o veículo. O carro “morreu” e parou por ele mesmo afirmou o contatado. Todos os ocupantes caíram sobre as moitas existentes e ficaram a observar tamanha luminosidade a procurá-los e desprovido de qualquer barulho.

    António nos conta sobre outros relatos ocorridos naquela região e que tiveram como personagens principais moradores circunvizinhos e mais distantes. Fatos acontecidos com Sabino, amigo seu que lhe narrou a sua experiência.Este foi atingido por um raio disparado do objeto quando andava numa estrada que dá acesso a fazenda às 21:00 horas aproximadamente. Com muita dificuldade conseguiu arrastar-se até uma moita e de lá pode observar os seres de estatura pequena a procurá-lo. Não obtendo êxito foram embora, permitindo com que a vítima conseguisse chegar a sua residência com muita dificuldade.

    António nos falou também de outro fato acontecido com uma mulher que mora na localidade “Pai Luís” a uns 18 km da fazenda. Não foi possível checar os fatos in loco e nem ele de lembrar do nome da protagonista desta experiência. Garantiu-nos que na região todos conhecem o fato. Esta senhora teve um encontro com estes “seres” e houve um diálogo entre eles. Também confirmou que são de estatura pequena e cabeça desproporcional. A mulher teve problemas de saúde em virtude deles terem “retirado parte do seu sangue”.

    Outra experiência aconteceu com Deusdete Costa Filho (61 anos), lavrador e morador da fazenda há muitos anos. Conta ele que em agosto de 1997, teve também um encontro com este “aparelho” a porta desta propriedade. Eram 20:00 horas quando na companhia de sua esposa Maria Dalva e sua filha Maria Francisca retornavam para sua casa. Perceberam  uma luz muito forte que “acendeu-se” e passou a brilhar numa intensidade fortíssima e de cor azulada. Em seu relato descreveu que a mesma parecia “soltar raios” para todos os lados. Sobrevoando numa velocidade quase acelerada e tentando algo parecido como um pouso na área. Segundo a sua trajetória, Deusdete descreveu com sendo do sul para o nascente (leste).

    Após alguns minutos e próximo a umas carnaúbas (palmeiras), ela apagou-se, tornando a brilhar um pouco mais à frente. Isso se repetiu até não sendo possível mais visualizá-la. Aproveitou este intervalo, para esconderem-se sucessivamente embaixo de umas árvores até chegar dentro da propriedade. Lembra ainda que a altura do objeto ultrapassava um pouco a mata, talvez assim estariam bem mais perto de suas “intenções”.

     Segundo seu relato, o óvni tem sido visto por muita gente numa parada de ônibus próximo a esta localidade. Conhecida como parada do “Portela”, na estrada que liga ao município de Lagoa Alegre (PI). Geralmente às 5:00 horas da manhã aproximadamente, visualizam o objeto seguindo uma trajetória ascendente, hora acendendo e apagando até se perder de vista. Nos contou ainda que alguns evitam irem sozinhos para esta parada, ou mudam de horário quando pretendem pegar o transporte coletivo.

    Lembrou-nos que um morador da fazenda, de nome “Chico lima”, hoje residindo no município de José de Freitas, teve uma experiência quando retornava com o amigo Osvaldo do rio Maratoam. Este relato deu-se a uns 15 anos, evidenciando que o fenômeno ocorre já a um certo tempo, e com muita intensidade. Os mesmos esconderam-se embaixo de um bacurizeiro e moita próxima, deixando até a bicicleta no local, evadindo-se assustados com o encontro inusitado.

    Estive também na residência do vaqueiro da propriedade, que fica próxima a sede da fazenda. Conversei com José de Ribamar filho (18 anos),

E filho deste último. Contou-me que o fato deu-se a uns dois meses atrás, ou seja, no mês de setembro (1998) aproximadamente. Lembra que acordou às 3:00 horas da manhã, e como rotina diária pretendia recolher o cavalo que estava no campo, no sentido de colocá-lo no curral e providencia sua alimentação. Ao sair de casa e caminhado uns 50 metros aproximadamente, percebeu uma luz intensa e avermelhada a deslocar-se sobre as palmeiras. Diante do fato inesperado, ficou parado e observou que também o objeto fez o mesmo, como se notasse a sua presença. Escondeu-se embaixo de uma moita e percebeu que o óvni logo depois seguiu sua trajetória inicial. Após esta experiência, tem evitado sair no mesmo horário de antes.



Figura 7: Ribamar mostra o local. Fonte: o autor

    Ribamar, na imagem acima, afirma ainda outro fato que se soma às ocorrências ufológicas da região. Nos conta e até aquele momento sem conhecimento do proprietário, que algumas pessoas estranhas tem vindo a um local próximo as roças vizinhas e não muito distante dali. Pelo seu relato “quando não vem de helicóptero, vem de carro”. Cavam um buraco num morro próximo, instalam alguns equipamentos, e não deixam os moradores aproximarem-se. Isto tem se repetido algumas vezes. Não foi possível chegar ao local, por motivos já revelados, mais fica registrado estas informações para um breve retorno a região e com maior tempo possível de pesquisa. A principio não sabemos se existe relação com as “aparições”, talvez sejam geólogos trabalhando para o governo ou empresa privada. O único fato estranho nesta história foi à ausência de permissão e conhecimento do proprietário em relação a estas pessoas.



Figura 8. Hélio (camisa azul). Fonte: o autor

    Vindo de José de Freitas juntamente conosco, ouvi o relato de Hélio (imagem acima), figura bastante conhecida na cidade. Contou-me que num certo dia, as 19:30 horas aproximadamente, ao está no açude do bezerro, o maior da região e com atrativos turísticos, visualizou um objeto sobre o mesmo e a uma grande altitude. Percebeu ainda uma trajetória tipicamente de um óvni, quando este subiu bruscamente num ângulo reto e fez uma manobra de 90 graus, seguindo rumo ignorado. Em seu relato, afirmou que não acreditava nos relatos dos outros até vivenciar uma experiência própria.

    Um relato interessante ocorreu com um caçador, que não foi possível vincular seu nome, e que pude entrevistá-lo no retorno da fazenda a Teresina (PI). Ao sairmos da propriedade já tínhamos algumas informações sobre acontecimentos na localidade “Pai Luís” que fica alguns quilômetros dali. Ao chegarmos neste local, ouvimos os seus relatos na presença de outros moradores, como mostra nas imagens a seguir.


Figura 9. O caçador (camisa azul).       


         Figura 10. Senhor Deusdete (proprietário). Fonte: o autor



   Contou-nos que o fato aconteceu quando vizinhos seus, Antonio José e sua esposa Maria do amparo foi tomar banho num riacho bem próximo dali. Num dado momento o objeto luminoso apareceu atingindo António com um “choque” (raio paralisante). Ao cair, não encontrou força para ergue-se, sendo ajudado pela sua esposa. Mesmo com dificuldades, ambos conseguiram andar alguns metros adiante, sendo seguidos até um pé de jatobá. Neste instante alguns moradores ouviram os gritos de socorro das vítimas e saíram de suas casas para ajudá-los. Nesse momento, entrou em cena este caçador que se armou de uma espingarda e disparou três vezes sobre o “aparelho”. A sua tentativa era de afugentá-lo, e num dado momento este se apagou, acendendo em seguida e dando vôo rasante sobre as casas. Tentou disparar novamente, sendo impedido pelos populares. Após alguns minutos o objeto tomou rumo ignorado e desapareceu.

    Fatos como estes se torna rotina naquela região de grande incidência ufológica. Parece que estes(s) objetos(s) não se intimidam com os seus moradores. Como se estes fossem “cobaias” para suas pesquisas ou intenções desconhecidas e obscuras da grande sociedade. Isso mostra como há um despreparo geral, seja da população ou das autoridades em proporcionar alguma forma de amenizar tamanho sofrimento psicológico, e talvez físico se comprovado. Não podemos abandonar estas vitimas a sua própria sorte. Então o que fazer e como lidar com este fato. Devemos sempre que possível informar, esclarecer estas populações sobre o que estão vivenciando. Se a ciência ainda procura não oficializar a ufologia pelo simples fato de não se ter o objeto de estudo, pode ser que a qualquer momento, alguém possa até derrubar um artefato deste com seus ocupantes. Todo equipamento por mais avançado que seja possui suas falhas, e se isso acontecer a quem deve ser condenado?

    Um pobre morador ignorante e desprovido de informação sobre o fato. Perseguido, traumatizado por suas experiências do “outro mundo”. Ou os seres que procuram investirem obscuramente sobre a população. Será que mais uma vez estaremos vivenciando uma nova varginha, onde parte da população não teve a iniciativa de registrar (foto ou filme) nenhuma movimentação das autoridades na caça aos “extraterrestres”. Fatos como estes pesquisados ainda ocorrem naquela região de Jose de Freitas, e estimulam a nós pesquisadores da ufologia, a estarmos monitorando sempre que possíveis ocorrências que vão além dos avistamentos. E por falar em imagens, seria possível você leitor caracterizar a figura exibida no início deste artigo. Com que ser parece aquele ponto luminoso, sei o que vi a porta daquela fazenda, talvez não seja o que você esteja pensando. E se for, deixo a dúvida no ar para estimulá-los. Podemos a qualquer hora deparamos com uma nova varginha ou algo parecido. O verdadeiro ufólogo não é só aquele que pesquisa o que já aconteceu, mais sim aquele que passa a sentir que a verdade não está somente lá fora, mais às vezes do nosso lado e bem mais perto aos nossos olhos.       


Fonte

Casuística ufológica nordestina: Caso Convap 2 (Trailer)

Se você assistiu a primeira parte não deixe de ver a continuidade desse caso. Novas revelações surpreendentes. Aqui uma parcial do que vem por aí. Confira!


FONTE: União de Pesquisas Ufológicas do Piauí (UPUPI) - Flávio Tobler
Fonte: Ufos Wilson 
Fonte:

domingo, 14 de julho de 2019

Análise Critíca sobre Crop Circles

Este será um tema polémico recheado de mistérios que ao longo dos anos tem vindo a dividir o público sobre a sua origem, criando discórdia entre crentes e céticos.
O ser humano sempre teve um grande interesse pelo fascínio no fenómeno ovni como também pelas misteriosas figuras que ao longo dos anos surgem em cultivos construidos em poucas horas de forma misteriosa e sempre na sua maíoria em horário noturno.

Este assunto começou a nos despertar atenção em 2012, quando surgiu uma destas figuras enigmáticas num cultivo localizado entre a cidade de Wisbeach e Kings Lynn Cambridgeshire.
Esta era sem dúvida uma oportunidade única de poder ver com os meus próprios olhos estas tão enigmáticas figuras.
Para espanto, verificamos que não houve nada de extraordinário, nem qualquer tipo de leitura energética anómala.
A bússola trabalhava perfeitamente normal.
Os danos nos cultivos foram imensos, afetando bastante o cultivo.
Foi possível verificar que um dos construtores durante a noite terá tropeçado num pequeno reservatório de óleo agrícola, deixando as suas marcas no local.

Em 2013 insatisfeito e com a vontade de ver um verdadeiro Crop Circle, tive conhecimento de uma nova formação através da rede social HI5. Tinha acabado de surgir um Crop Circle em Alton Barnes Wiltshire a 2 de junho. Fiquei completamente eufórico, pois a região em questão segundo os peritos no assunto, esta região era o hotspot dos verdadeiros círculos nos cultivos.
Lá nos metemos à estrada direcção a Peterborough depois Londres até chegarmos ao local. Após 5 horas de viagem um massacre total, ao chegar ao referido destino, para surpresa, estava uma multidão de gente no recinto incluindo a própria polícia que tinha acabado de chegar.
Uma vez mais nos apressamos, mas nada foi detectado no que se trata de energias. Durante o curto espaço de tempo que estive no interior até as autoridades nos expulsarem do local, era visível plantas quebradas talvez pelos muitos curiosos, mas também vi plantas muito bem dobradas entrelaçadas.
O irónico foi a quantidade de pessoas com as mãos no ar realizando uma espécie de reza, culto ao céu no interior da formação.
Achei sinistro senão irónico. Pensei "isto está tudo doido".

A 6 de Agosto surge uma outra figura em Cowbit, próxima da cidade Spalding Lincolnshire, e lá vamos nós novamente.
Nova desilusão... Apenas uma deformação natural, embora houvesse quem afirmasse que aquelas marcas eram obras divinas, outros estavam convicto de que um ovni teria pousado no local.

Após todas estas frustrações resolvi contatar alguns investigadores credíveis que rapidamente descartaram interesse nos Crop Circles, porque não passavam de obras de arte realizadas por Circle Maker's.

Numa troca de palavras com Nick Pope, Nick alegou que um verdadeiro Crop Circle, emana energia, ausência de insetos e náuseas. Nada disto foi visto ou sentido nas formações que visitei.

Temos de admitir que o ser humano nesta era pós - moderna, tem um grande interesse pelo Oculto, Mistério, Mistico e Sobrenatural.

Aqueles que não encontram o senso instintivo do numinoso satisfeito pela arte, literatura ou música - sem falar nas descobertas da própria ciência - podem muito bem voltar-se para o paranormal para gratificar uma intuição de que o mistério reside no coração da existência. Essas pessoas estão perfeitamente posicionadas para aceitar evidências fraudulentas de poderes e entidades inexplicáveis ​​como reais.

O fundamento da questão sempre foi saber se o ser humano está ou esteve sempre sozinho no Universo!

Os Crop Circles parecem estar na moda atual surgindo cada vez mais e em maior número de formações um pouco por todo o mundo! Serão estas formações de origem extraterrestre?

Alguns investigadores do assunto na Inglaterra encontraram na capa de um tabloide londrino, datado de 22 de agosto de 1678, uma narrativa alusiva à lenda do “Demônio Ceifador”, relatando a existência de misteriosos círculos nas plantações inglesas naquela época.

Porem já existiam tais figuras nas plantações no ano 1930 para rituais, os casos em questão eram condenados pela igreja.

A figura do Demónio Ceifador foi induzida no folclore como forma de explicar ou afirmar tais fenómenos nos cultivos, embora esta pertença à mitologia!
Não existe definitivamente algo que conecte tal figura aos Crop Circles.

Demónio Ceifador

"A matéria descrevia um rico fazendeiro e um pobre lavrador. O fazendeiro desejava contratar o pobre lavrador para que cortasse a sua plantação de aveia. O lavrador ofereceu um preço pelos seus serviços que o fazendeiro considerou demasiado alto. O fazendeiro ofereceu uma quantia menor ao lavrador. O lavrador acabou por aceitar de forma a não perder futuras contratações por parte do fazendeiro. No entanto, o fazendeiro acabou por recusar os serviços do lavrador falando que o Demónio Ceifador cortaria os pés de aveia como forma de protesto para com o lavrador. Durante a noite, o campo de aveia do fazendeiro foi visto por diversas pessoas em chamas. O fazendeiro surpreso desconfiou do lavrador. Mas na manhã seguinte quando foi observar os pés de aveia para seu espanto os pés de aveia estavam perfeitamente cortados. O Demónio Ceifador quis provavelmente exibir a sua habilidade". Porém nada de círculos mas sim um suposto corte misterioso do cultivo de aveia.

Na antiguidade fenómenos naturais como cometas, meteoritos eram interpretados como algo divino, maléfico, apocalíptico devido à crença religiosa popular e pouco conhecimento cientifico daquela época. Será demasiado prepotente criar uma afirmação de que tal figura mitológica como o responsavel por tais obras de arte ou danos.

O avanço das tecnologias vieram abrir novas fronteiras no mundo da comunicação, informação, como também de algum aproveitamento da falsa informação, propaganda onde o público será o alvo principal desse fanatismo ideológico, industrial ou político.
O mesmo ocorre com atual imprensa, meios de informação que induzem o seu público acreditar em algo que não condiz com a verdade para fins políticos ou interesse de algumas instituições.

Na investigação dos Crop Circles ocorre exatamente o mesmo problema!
Devido ao grau de estranheza, muitos levaram o assunto para o âmbito extraterrestre, mesmo não tendo uma única prova palpável induzindo ao longo dos anos o público ao conceito mítico crendo levar as suas teorias a uma realidade virtualizada, moldada aos critérios de algumas entidades no campo da pseudo investigação.

Será que uma civilização tão avançada tecnologicamente ao visitar o Planeta Terra iria se comunicar através de figuras nos cultivos, quando o ser humano já se comunica por smartphones!
Não seria propriamente muito inteligente é um facto.
O desenho era utilizado na pré história do homem, algo que foi ultrapassado... Ou serão esses visitantes pré históricos?

Matemática a suposta comunicação Universal!
Universal para nós humanos que agimos e pensamos como também julgamos que outros pensem de igual forma a nós mesmos.

Será a matemática realmente eficaz na comunicação com uma outra civilização supostamente mais avançada!

Tente se comunicar com uma tribo indígena ou pessoa de nacionalidade diferente através da matemática e verá que não se irão entender.

Para facilitar a sua compreensão: Você e o seu animal doméstico certamente não necessitam de matemática para se entenderem!

Hoje existem inúmeros livros, programas de TV, vídeos alusivos ao fenómeno, fazendo crer que de facto este e tão controverso assunto está interligado a seres alienígenas.

O escândalo de Doug Bower e Dave Chorley em 1991



Em 1991 é precisamente quando o assunto desperta atenção de muitos investigadores e da poderosa imprensa que surge, Doug Bower e Dave Chorley, dois amigos reformados que reivindicaram serem os responsáveis pela criação dos circulos nas plantações inglesas. Para sustentar a sua reivindicação, os dois mostraram à televisão BBC entre outras como construiam as figuras, esmagando os cultivos com tábuas de madeira criando assim figuras completamente incríveis que levaram centenas ou talvez milhares de pessoas acreditar que os seus Crop Circles eram realizados por ovnis, extraterrestres ou energias misteriosas.
A entrada para os cultivos será sempre pelas marcas dos tratores de forma a não deixarem vestígios no solo.

Abaixo reportagem realizada pela ITN 1991


Após esta revelação, muitos investigadores alegaram ser impossível dois reformados realizarem o grande número de figuras nas colheitas que surgiam na Inglaterra. Porem Doug Bower e Dave Chorley, não estavam sozinhos na construção destes Crop Circles. As figuras eram desenvolvidas em papel na primeira fase, seguindo depois para o campo "cultivo" a efetuar a construção do mesmo. O campo de cultivo era vigiado pelos autores antes da sua criação a fim de evitar serem apanhados em flagrante pelos proprietários dos terrenos, correndo o risco de ser punidos pelas severas leis britânicas, por invasão de propriedade e danos materiais.

Entretanto, muitos livros foram escritos explicando o fenómeno na base de crenças ideológicas, programas de TV foram desenvolvidos com o intuito de audiência e de alguma forma induzindo leitores e telespectadores a uma informação errónea.
Nasceram associações inerentes ao fenómeno, congressos, grupos com a finalidade realizar contatísmo entre um sem fim de outros grupos com finalidades diferenciadas umas das outras.

Óbvio que no meio de tanta polémica houve aqueles que levavam o fenómeno com mais seriedade, recolhendo amostras do interior e exterior dessas construções, abordando uma análise mais científica se baseando em diversas medições energéticas, critérios científicos. Não podemos rotular todos os envolvidos neste mistério no mesmo patamar.

Este fenómeno expandiu a partir dos anos 70 com as primeiras figuras a surgir na Austrália, França e Inglaterra. De salientar que foi em 1970 que os amigos Ingleses "Bowe e Dave, começaram a realizar os Crop Cirles na Inglaterra. Desde então estes com o desenrolar dos anos e uma explicação deduzida em teorias da conspiração foi gasolina para  a mente de um público que facilmente seria seduzido e atraído pelo mistério.  Para alimentar mais o público sobre este tão fantástico mistério em 1996, surge um vídeo realizado em Oliver´s Castle, Wiltshire, com esferas luminosas a sobrevoar e construir um Crop Circle com forças desconhecidas ao ser humano. Seria o BOMM... A tão desejada prova definitiva!


O vídeo terá alimentando mais a sede dos curiosos, chegando à conclusão definitiva de que o assunto estava encerrado e de uma vez por todas, o fenómeno não tinha qualquer ligação com o ser humano ou construtores destas figuras nos cultivos.

Eis então que o investigador privado Jonh Whaley, toma a iniciativa de investigar o vídeo e a sua origem. Após confrontar o autor do respetivo vídeo de Mr. Jonh Wabe, descobre que este trabalha num estúdio de animação, acabando por confirmar que o vídeo não era autentico e sim uma FAKE de sua autoria.  Esta e outras manipulações ao longo dos anos foram proliferando, alimentando milhares de pessoas que na atualidade ainda acreditam na sua autenticidade não aceitando outra ou qualquer explicação convencional.

Os defensores das figuras nos cultivos após a divulgação a público de que o vídeo era falso, não se conformaram com a ideia, se defendendo da forma que podiam, alegando ser culpa do Governo estar a silenciar algo de extraordinário!
Os anos foram passando e cada vez mais surgiam novos entusiastas "Circle Maker´s", elaborando com maior frequência estas figuras nos cultivos.

Algo que deixou inúmeros agricultores revoltados com esta situação.
Os visitantes, curiosos acabam por destruir grande parte dos cultivos para ter acesso ao interior das figuras. As formas geométricas foram evoluindo com os anos, acompanhando as tecnologias e taticas de construção mais arrojadas que leva a que muitas pessoas não acreditem ser possível ser realizado pelo homem.


Em 2007 a BBC News fez destaque a um Crop Circle na região de Wiltshire - Hannington com uma figura geométrica que deixou o proprietário completamente revoltado com os curiosos atraídos pelo mistério surgimento deste Crop Circle.
Segundo o proprietário Mr. Klindt, foram cerca de 400 pessoas que invadiram o seu terreno, provocando estragos no cultivo. Algumas pessoas chegaram acampar na sua propriedade, outras realizavam danças mágicas com incenso, o local além de ser invadido pelas pessoas, existiam inúmeros drones e helicópteros no ar. Este acabou por cobrar a cada visitante 2libras, para minimizar os estragos.

A construção de Crop Circles é uma ofensa criminal, que levou as autoridades a criar equipes de combate ao crime rural em Junho de 2018 em Gloucestershire.
O inspetor chefe Mr. Pegler, referencia:  " O crime rural afeta as comunidades e subsistência das pessoas dentro dessas comunidades, mas os criminosos nem sempre são de Gloucestershire. Os criminosos não têm fronteiras por esta razão é essencial que trabalhemos em conjunto com outras pessoas de forma a prevenir e detetar estes ilícitos".

Uma grande parte dos agricultores conhecem os protagonistas "autores", no fabrico destes Crop Circles, demonstrando a sua indignação aos invasores, visitantes das suas terras, como define o vídeo abaixo.


Após todas as controvérsias e desmistificação do fenómeno os crentes fizeram novo alusivo ao Crop Circle que surgiu a 19 de agosto de 2001 como o mais importante e genuíno Crop Circle já descoberto junto ao Rádio Telescópio do SETI.

O Círculo de Chilbolton Hampshire - Inglaterra demonstra claramente a mensagem de Carl Sagan & Drake que foi enviado ao espaço pelo radiotelescópio de Arecibo Porto Rico em 1974, que por sua vez os teóricos da conspiração, terá sido intercetada por uma civilização extraterrestre que então nos enviou a sua resposta através de um Crop Circle.

Os crentes e defensores esqueceram que essa mensagem leva 25.000 anos a chegar ao seu destino, a qual foi direcionado, o que caiu por terra essa teoria que não passou de pura especulação ou brincadeira levando milhares de pessoas acreditar na sua autenticidade. Quem fez o Crop Circle, sabia o que estava a fazer.

Na atualidade os Crop Circles, viraram um centro de atração turística em Wiltshire, onde se realizam visitas com valores que ascendem a 119Libras por adulto.

Um negócio rentável, que necessita de Crop Circles para que os turistas os possam deslumbrar. Logo neste parâmetro será escusado dizer que após estas entidades surgirem no ramo turístico, o número de Crop Circles em Wiltshire teve um aumento significativo, não é difícil saber porquê!
Se o número atingir o patamar avançado pela BBC em 2017 na região de Hannington, com o número de 400 visitantes, curiosos, investigadores a 119libras por adulto o valor irá ser astronómico de 47.600libras por Corp Circle, 53.020Euros na Europa. Tendo em conta a variante do número de visitantes que pode ascender ou não esse valor. Porém o valor monetário é sem dúvida exagerado, quando um vulgar trabalhador anualmente necessita trabalhar um ano inteiro para usufruir a modesta quantia de 18.500libras.


Sem dúvida um negócio muito lucrativo que têm direta ou indiretamente o patrocínio de diversos investigadores que incentivam o seu público a seguir esta metodologia na base da crença idiologíca da sua teoria.

Exatamente o que a igreja faz com os seus fiéis, levando estes a Santuários, como exemplo do Santuário de Fátima Portugal, onde anualmente os fiéis contribuem em média de 7 a 8 milhões de euros em receitas.

Tanto na igreja como nos Crop Circles, existe um nome para este tipo de oportunismo ( empreendedorismo ). Os seus fiéis, crentes serão sempre o alvo principal destas entidades.

Como podemos constatar, não é muito difícil obter lucros significativos através destes métodos!

Crop Circle Wiltshire Museum 
Os principais interessados neste assunto são proprietários de Jornais, Revistas, TVs, Hotéis regionais e restaurantes.
Todos lucram com a visita deste turismo religioso de ver um Crop Circle.

O poder da mente na ilusão de óptica induzida a erro


Várias pesquisas provaram que é possível induzir a nossa mente a perceber realidades inexistentes e a distorcer as existentes. De modo que a mente não somente visa a razão, mas também a povoar nosso mundo de fantasias.

O cérebro humano confunde a realidade e a fantasia com uma espantosa facilidade. Uma prova disso foi realizada no Instituto Karolinska na Suécia há alguns anos atrás.
As experiências com voluntários que ao colocar óculos virtuais agiam de forma agir de igual forma ao mundo real.
Exatamente quando você vai ao médico levar uma injeção e ao ver agulha irá sentir psicologicamente mais dor, porém com os olhos fechados essa dor é drasticamente minimizada por vezes imperceptível.

O cérebro pode com muita facilidade ser induzido a erro ou até manipulado.
Esta é uma das razões que leva muitas pessoas acreditar num conceito já enraizado na sua cabeça.

O que acontece quando alguém realiza uma vigília com a finalidade de registar algo de extraordinário numa área de Crop Circles e capta uma ave de plumagem branca à distância com fraca visibilidade!
A sua emoção, ansiedade irá induzir o mesmo a erro, levando acreditar que está a observar algo extraordinário.

O mesmo ocorre no fenómeno ovni em que para muitas pessoas ao vislumbrar um avião a média altitude em plena noite será um ovni ou melhor ovet Objeto Voador Extraterrestre, sem referenciar os erros de Lens Flares em que as pessoas garantem ser um ovni ou o tão afamado Planeta Nibiru, não aceitando a explicação em contrário.

A neurociência demostra que existe uma ligação forte entre opiniões, atitudes e crenças nas pessoas é um facto inegável.

Susan Greenfield, neurocientista britânica investigadora da Universidade de Oxford, estuda a psicologia do cérebro por um viés multidisciplinar.


“O ambiente digital está a alterar o nosso cérebro de forma inédita”, diz a neurologista.

As facilidades, inovações trazidas pela era digital conquistaram adeptos de diversa gerações e áreas.

Mas, talvez haja numa proporção semelhante um grande número de críticos da internet, apontando o dedo para diversos problemas.

Entre entusiastas e opositores da internet, no entanto, nem sempre há embasamento científico para o que é defendido.

As tecnologias digitais afetaram o nosso cérebro da mesma forma que qualquer elemento de interação que faça parte do nosso cotidiano.

Ou seja... Palestrantes têm essa culpa por indução de uma crença sem provas científicas de algo que afirmam ser de origem extraterrestre, mas quando exigido uma prova, ela simplesmente não existe sobre suas referências.


Circle Maker's


Nos últimos anos os principais criadores de círculos aumentaram devido às muitas encomendadas por parte de empresas multinacionais, agências de publicidade, imprensa que pagam milhares de libras por uma noite de trabalho. Crop Circles feitos para vídeos Pop, festas corporativas, dramas de TV e anúncios.

Durante muitos anos, os Circle Maker's, mantiveram as suas identidades em segredo, mas agora afirmam abertamente que fizeram centenas destes círculos como afirmou Rod Dickinson, John Lundberg, o escultor Gavin Turk, Rob Irving entre outros ao jornal The Guardian em 2004.
No entanto, eles deixam no ar o suspense de que existe alguma força inexplicável do além nos Crop Circles para continuarem a cativar o público, mas nunca revelando quais fizeram, referido que por todo o Reino Unido existem muitos grupos de Circle Maker's!

"Corp Circle de 2014, um golpe publicitário, que enganou 'especialistas'.
Um círculo de colheita misterioso de 310 pés de diâmetro que apareceu num campo de cevada em Chualar, Califórnia, não foi feito por alienígenas; em vez disso, foi um golpe de marketing promovendo o novo chip de processamento Tegra K1 da Nvidia.


Crédito: Screengrab via vídeo YouTube / Nvidia"

O tempo de construção quando o projeto é bem estruturado, será rápido de ser concluído se essa for a sua questão!


Bem recentemente surgiu um Crop Circle em Dans Les Yvelines França, que levou milhares de internautas ao rubro.
Devido ao grande número de Crop Circles ocorridos este ano na Inglaterra, Suíça, Holanda, Polónia, Itália e agora França, muitos estavam convictos que algo de extraordinário estaria para acontecer.

Infelizmente ainda não foi desta...
Este foi um trabalho realizado por um grupo de estudantes de um clube de ciências.


Noutras regiões de França, foram surgindo outras figuras, onde os Circle Maker's terão pago aos proprietários dos cultivos para realizarem os seus Crop Circles, quem o afirma é o proprietário de um dos cultivos em Touraine o Sr. Bryan Schlosser que recebeu o dinheiro de bom grado, não entendendo esta estranha arte.

Os autores deste enigmático Crop Circle apareceu em Torigny -les-Villes, próximo de Saint-Lô,e junho de 2019, é um trabalho realizado por agricultores proprietários do terreno, cuja operação é baseada em Condé-sur-Vire.
"O objetivo não é gozar com as pessoas, mas sim incentivar o pensamento crítico.
Não houve nenhum homenzinho verde, nem mesmo uma bicicleta, foi observada nas últimas semanas em Torigny-les-Villes, próximo de Saint-Lô (Manche). Não houve nada de extraordinário, embora as pessoas estivessem convictas de estarem a observar algo que não é deste mundo.
Os 4 agricultores estavam equipadas com apenas cordas, e uma prancha de madeira. "Thomas Fremond um dos agricultores, conta que terá atraído mais de 300 curiosos e entre eles algumas pessoas convencidas pelo lado sobrenatural. "Eu vi pessoas tirarem os sapatos, deitarem - se no chão para absorver a energia do local, houve inclusive um espanhol que reproduziu esse desenho em t-shirts para as vender.
Com a invasão destas pessoas o cultivo terá uma perda significativa de uma tonelada de cereal (cerca de 200 euros), Thomas Fremond está muito satisfeito por derrubar as lendas mantidas pelo homem.
Tudo não passa de um negócio, embora enfaticamente pseudo investigadores gozem, ironizem a construção primitiva com cordas e pranchas de madeira e plantas quebradas, porque estes investigadores quando algo não lhes dá lucro, o circulo é falso, se for lucrativo somente irão levar as plantas torcidas e mostrar ao mundo, seus fiéis seguidores de que o Crop Circle era genuíno, quando na verdade este tinha plantas quebradas.
A indução, conceito de que estas figuras geométricas são feitas por entidades de outro planeta, é um erro crucial.
Digamos que os atuais Demónios Ceifadores, são esses pseudo investigadores que praticam culto na mente das pessoas.

Um outro caso enigmático terá ocorrido também este ano na noite de 29 para 30 de Junho na Itália com mais uma misteriosa figura num cultivo.
Esta figura rapidamente se tornou viral nas redes sociais e na imprensa do país.
Com o surgimento desta figura, não tardaram os testemunhos de alguém que terá visualizado um ovni, outros comentavam que no interior do círculo sentiam determinadas energias entre um sem fim de experiências. Eram muitos os comentários nas redes sociais de que a misteriosa figura era algo extraordinário.

Após alegado avistamento ovni, sensações de energias, surge Francesco Grassi, líder de um grupo de Circle Maker's que revelou serem os autores da construção do Crop Circle.

Francesco Grassi quis mostrar ao mundo que nada é impossível aos Circle Maker's, alegando que as pessoas antes de afirmarem algo, deverão pensar muito bem!

Sem dúvida uma desilusão, banho de água fria para aqueles que acreditaram convictamente alegando ter observado um ovni ou sentir energias.... Após frustração as suas palavras entre muitos desiludidos de que realmente a figura estaria muito mal elaborada, como se fosse desculpa para as suas primeiras e falsas afirmações caindo no ridículo.



Apesar de toda esta controvérsia, ainda surgem algumas dúvidas sobre a questão das plantas amassadas sem quebrar.
A média de Crop Circles sem explicação segundo análises rodam aproximadamente os 5%..
Não existe uma explicação científica para a dobragem das plantas embora as plantas amassadas pelos Circle Maker's comecem a dobrar naturalmente em alguns casos.

Algumas pesquisas apresentaram através de equipamentos específicos leituras anómalas no interior dessas figuras despertando alguma curiosidade, como a ausência de insetos ou náuseas daqueles que entram no interior destas figuras.
Mas até ao momento não existe uma única prova de que essa causa tenha origem extraterrestre.

A natureza também faz com que diversas plantas e até árvores se desenvolvam com essas deformações.

Numa das idas a Rendlesham Forest ano 2013, em investigação referente ao acontecimento de 1980, conhecido como o
Roswell Britânico, foi  possível observar uma deformação anómala nos fetos durante caminhada de reconhecimento de um local onde se tinha obtido uma fotografia de algo a voar naquele local, que não vimos a olho nu, nem tão pouco conseguimos identificar.

Portanto não podemos alegar que a causa da deformação dos fetos são de origem não natural.

Neste contexto não pretendo criar ceticismo deliberadamente.
É necessário que as pessoas saibam separar o trigo do joio.
É muito importante sair do conforto de casa, ir aos locais investigar, analisar muito bem estas figuras antes de criar uma afirmação, só porque alguém o disse em alguma conferência ou programa de TV, ou porque sim, porque quero simplesmente acreditar por simples questão de fé!
Basta fazer uma pesquisa e irá encontrar muita informação sobre este tão polémico assunto.

Como será natural o crente irá somente pesquisar nas páginas e redes sociais alusivas à credibilidade do fenómeno, o que induz a si mesmo um enraizamento maior à sua crença não aceitando o contrário.

Mas se investigar, pesquisar de forma neutra e coerente, irá ter à sua disposição imensa informação de ambos os lados.

Uma sondagem realizada pelo UFO Portugal Network sobre este assunto, revelou que dos 533 votos, 305 57% estão convictos de que os Crop Circles são construídos por OVNIs ou extraterrestres. Já os 228 43%, acreditam que os Crop Circles são de origem humana.


Durante estes 9 anos de Inglaterra, não vi um único Crop Circle que possa dizer ser interessante.

Irão sempre existir muitas perguntas, poucas respostas e um batalhão de seguidores crentes, criando as mais diversas teorias, afirmações de que os Crop Circles são autênticos... Sim são autênticos, pois estão visíveis para qualquer um dos mortais!

Até à data não existe um único vídeo, foto credível de um Crop Circle construído por ovnis ou seres alienígenas. Especialmente quando estamos numa geração dos smartphones com boas câmeras.

Wiltshire tem imensas pessoas a realizar vigílias noturnas no âmbito de registar este fenómeno e os seus construtores, mas até ao momento nada de extraordinário que mereça a nossa especial atenção foi registado.


Crop Circles sem dúvida um negócio milionário feito por oportunistas.

Estivemos para nos juntar no mês de junho a outros investigadores em Wiltshire, porém por força do destino devido a problemas mecânicos na viatura não nos foi possível deslocar de forma a realizarmos nova investigação, reportagem em documentário. Foi realizado um grande investimento em equipamentos que poderão ser reaproveitados no próximo ano 2020 em Wiltshire.

Enquanto não houver um vídeo, foto credível de algo extraordinário, construindo estas figuras nos cultivos, estes na minha modesta opinião não têm qualquer valor ou intesse. As únicas provas de construção até ao momento em vídeo e fotografia são de Circle Maker's.

Os aficionados por figuras nas colheitas não aceitam explicações plausíveis, criando os mais diversos argumentos, se convencendo a si mesmos de algo que desconhecem quando questionados.

Os céticos não aceitam qualquer explicação científica ou pseudo científica, pois tudo é obra de mão humana quando se trata de figuras nos cultivos.

Os verdadeiros investigadores, curiosos, entram num paradigma de consenso, análise sem formular uma opinião afirmativa optando as várias vertentes plausíveis ao seu dispor, conhecimento que pode ou não transcender a ciência convencional deixando este mistério em aberto. Os números de Crop Circles de verdadeiro interesse são muito baixos, desafiando a lógica científica.

Só os tolos sabem tudo... Os sábios aprendem todos os dias... Mente sempre aberta sem conceitos idiologícos.

O estudo, compreensão do fenómeno ovni merece mais respeito, embora se tenha transformado num negócio em que o objetivo é lucro monetário por parte de muitos investigadores.

Nuno Alves
UFO Portugal Network

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Vídeo: OVNI filmado na Serra das Meadas por repórter da RTP 1974

Este é sem dúvida um momento histórico para o UFO Portugal Network, após obtermos um vídeo muito especial no que se refere à Ovnilogia Nacional.

Recordando um caso dos arquivos nacionais que ocorreu no dia 2 de Abril de 1974, entre Viseu e Lamego, e que foi registado por um repórter da RTP...

Tudo começou quando o Sr. Aires destacado para Tarouca em serviço da RTP (Rádio Televisão Portuguesa), seguia de automóvel juntamente com outras pessoas, por uma estrada florestal entre Viseu e Lamego.
Eram perto das 13:00h quando no início de uma descida perto daquela última cidade, reparou num estranho objecto luminoso suspenso no ar e a baixa altitude.

O objeto oscilava e apresentava duas tonalidades, branca e amarela.
Com toda a excitação quase não se lembrava que levava consigo a máquina de filmar.
Colocando de imediato a bobine na máquina, conseguiu com a teleobjectiva fixar pormenores que demonstram que algo de estranho se passou.

Estavam todos nervosos e durante 10 minutos, espaço de tempo em que o objecto se manteve a pairar encaixado sobre o vale, filmou até esgotar a bobine. Quando ia recarregar a máquina, o objecto começou a afastar-se no sentido Norte-Sul.

A luz era intensa e variável.
As oscilações e o brilho deslumbrou todas as testemunhas no momento.


Na parte inferior pude notar, ainda que tenuemente, umas excrecências esféricas...não era avião ou helicóptero, tenho a certeza...por outro lado a localização do aparelho encaixado num vale, parece invalidar esta hipótese..." Afirmou José Aires correspondente da RTP e autor do pequeno filme.

As imagens foram divulgadas na época na TV nas notícias, e publicado no "Jornal de Notícias" do dia 5/4/1974. Infelizmente a gravação não se encontra em bom estado de preservação, sendo muito difícil a sua recuperação.

Crédito RTP Arquivo
E um especial agradecimento ao Sr. Vítor Moreira da (CIFA) pela sua colaboração.
Sem ele não teríamos acesso a esta tão importante relíquia da Ovnilogia Portuguesa.

Para meios legais "copyright da RTP", o UFO Portugal Network, informa que não é permitido o uso do respectivo vídeo para fins comerciais!

O vídeo se baseia exclusivamente para fins de investigação educacional, compreensão do fenómeno OVNI.

terça-feira, 9 de julho de 2019

Jatos da Força Aérea Sul Coreana tiveram encontro com OVNI em 1980

Dois jatos de combate da Força Aérea Coreana engajaram um Objeto Voador Não Identificado (OVNI) em 1980, de acordo com um documentário levado ao ar pela JTBC no domingo.

O incidente foi reportado para os oficiais em comando da Força Aérea Coreana na época, mas eles decidiram não investigar o assunto, pois não estava dentro de sua área de especialidade.

De acordo com o documentário, Lim Byeong-seon, um General de Divisão e ex-piloto da Força Aérea Coreana, estava pilotando uma aeronave de combate para um exercício militar combinado entre a Coréia e os EUA, de nome Team Spirit, em 31 de março de 1980. Na época, a Coréia estava em perigo, após um golpe militar ter ocorrido em 12 de dezembro de 1979. Lim estava voando à noite com três outros pilotos para Gangneung, Gangwon, onde o exercício militar combinado estava ocorrendo, quando detectaram um objeto no ar que não foi captado pelos seus radares.

Lim Byeong-seon

Lim reportou que “um objeto não identificado está vindo em nossa direção”, e em resposta, o controlador aéreo no solo ordenou que Lim perseguisse o objeto. Como lhe foi ordenado, Lim começou a perseguir o objeto, mas quando sua aeronave bloqueou o trajeto do objeto, este parou e ascendeu verticalmente à uma altitude de 33.000 pés. Os dois pilotos observaram o objeto pairando a 33.000 pés, enquanto o circulavam à distância de aproximadamente 200 metros.

Tamanho do objeto em comparação com os jatos e seu formato

O objeto tinha uma aparência arredondada, com luzes brilhantes, e era tão grande quanto as três aeronaves juntas. Logo após, o objeto desapareceu da vista dos pilotos.

Alguns chamaram o evento de “o incidente OVNI Roswell da Coréia”. O documentário também revelou dados sobre OVNIs da Guerra da Coréia, que relacionava múltiplos avistamentos de objetos aéreos não identificados sobre a Península Coreana.

Há 42 casos relatados de avistamentos de OVNIs que foram reportados por pilotos, marinheiros, militares de solo e operadores de radar, durante a Guerra da Coréia.

McDonnell F-4E Phantom II semelhante aos envolvidos no caso

O Dr. Richard Haines, um cientista pesquisador, também alegou que três soldados estadunidenses ficaram doentes durante a Guerra da Coréia, com vários sintomas, após testemunharem um estranho veículo aéreo na vizinhança do Condado Cherwon, Ganwon.

O documentário da JTBC concluiu que os OVNIs tinham sido frequentemente avistados durante as guerras ou quando as sociedades estavam instáveis. 


FONTE: http://koreajoongangdaily.joins.com/
TRADUÇÃO: Ovni Hoje
Fonte

Crop Circles na Itália fim do mistério

Na noite 29 e 30 de junho, este Crop Circle surgiu num campo piemontês na Itália deixando muitas pessoas curiosas com o fenómeno criando as mais diversas histórias e teorias.

Este não foi um trabalho feito por extraterrestres ou objectos voadores não identificados ou até mesmo experiências secretas por parte de militares: Este é o fruto do talento de um grupo de Circle Maker's coordenado por Francesco Grassi.


Todos aqueles que ainda pensam ou julgam que é impossível o ser humano elaborar a sua construção num curto espaço de tempo, Francesco Grassi e a sua equipe provam que esse desafio não é impossível para a sua equipe, sem luzes ou ferramentas de orientação fazem esta proeza.
Francesco Grassi, diz que as pessoas devem pensar muito bem antes de falar.



Contudo foi a desilusão para os aficionados dos círculos das colheitas.
Nas redes sociais o imaginário subiu aos limites, levando algumas pessoas afirmar que no interior deste Crop Circle, existiam energias electromagnéticas, electroestaticas, outros teriam visto ovnis nessa noite e por ai adiante.


Quando observamos um qualquer objecto externo à nossa percepção, requisitamos uma sequência de neurônios e padrão de disparos cerebrais. Se estivermos imaginando um objecto, o processo é o mesmo: a mesma sequência de neurônios e de padrão de disparos vão criar uma representação, ou seja, uma imagem que representa esse objecto. Por isso, o cérebro não diferencia realidade da imaginação, isto ocorre com maioria das pessoas sobre os Crop Circles, crendo que estes possuem origem extraterrestre ou paranormal, como também induzindo outras pessoas a essa sua crença na falsa percepção.

2018
Francesco Grassi lamenta desiludir todos os fanáticos dos Crop Circles, deixando o alerta que os Circle Maker's, não tem limites para a geometria das figuras.

A mesma equipe realizou vários outro Crop Circle ao longo dos anos, levando várias centenas de pessoas, alguns pseudo investigadores acreditar que tais figuras misteriosas nos cultivos teria origem extraterrestre, emanando energias, ovnis no local, com um sem fim de falsas informações, quando o objetivo seria pura arte para esta equipe de Circle Maker's.

Circles Maker's não trabalham para governos a fim de criar desinformação conspiração, como alegam os fanáticos, religiosos no assunto. Apenas uma arte uma forma de estar na vida onde cada figura representa um novo desafio.

Esta não é a única equipe!
Existem muitas outras espalhadas em diferentes países causando o mesmo efeito sobre os cultivos e sobre as pessoas.

Este será um trabalho a ser realizado pelo UFO Portugal Network sobre a origem dos Crop Circles, avaliando os dois sentidos da moeda de forma a chegar a um consenso, científico.

As perguntas são mais que as respostas sobre este polémico assunto.

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Misterioso Objecto Sobre o Rio Douro

As imagens que seguem fora efetudas a 7 Julho de 2018, durante um cruzeiro no Rio Douro.

A testemunha alega que as fotos feitas com o seu smathpone Samsung, foram realizadas entre a cidade do Porto e Régua.
Nada foi observado a olho nu, somente mais tarde a testemunha se apercebeu de algo nas suas fotos, deixando esta intrigada com o seu registo.

O que inicialmente julgavamos, ser um reflexo causado pelas luzes do interior da embarcação, caiu por água pelo facto da testemunha ter realizado as imagens no exterior do barco sem qualquer vidro na sua frente que lhe pudesse criar esse efeito de óptica induzindo a mesma a erro.

Abaixo fotos originais enviadas ao Ufo Portugal Network para análise





Todas as imagens foram submetidas ao Fotoforencis, não detectando qualquer anormalidade nas fotos ou manipulação digital.
De seguida aplicamos alguns filtros de forma a obtermos alguns contornos mais defenidos do objecto como poderá observar abaixo.


A sua silhueta circular, nos levou a ponderar na possibilidade de uma pequena nuvem dispersa o que descartamos de imediato após aplicação de uma outra análise sobre a observação de massa, como também foi efetuado uma análise a fim de detectarmos a possibilidade de reflexo da exposição solar sobre o equipamento o que deu negativo através do Fotoforencis em comparação com outras imagens em que consistem em reflexos "Lens Flares".

Numa observação entre as várias fotografias 'Objecto vs paisagem', parece haver movimentação do objecto em relação à embarcação.



Embora o Fotoforencis não tenha detectado qualquer anormalidade referente a lens flares, reflexo de luz, esta parece ser a única e mais plausível explicação para este incidente.

Imagem de lens flares sobre vidro de uma das embarcações turísticas do Rio Douro.


Tire as suas dúvidas, conclusões.