quinta-feira, 30 de abril de 2020

Os europeus vêem cada vez menos óvnis

Relatos sobre objetos não identificados caíram nos últimos anos, segundo organizações que estudam esses fenômenos.

O céu europeu é uma caixinha de surpresas.
 31 de janeiro deste ano, às 22h10 (19h10 em Brasília), uma testemunha afirma ter visto um ponto luminoso mover-se, depois parar, e finalmente desaparecer de repente. Foi em Bolinne, 60 quilômetros a sudeste de Bruxelas. Outro testemunho, este a 14 de janeiro, falava em cerca de 50 pontos brilhantes, similares a estrelas, avançando em formação em Charneux, também na Bélgica, a 15 minutos de carro da fronteira holandesa. “Sou cético por natureza, e para me convencer de que não estava sonhando avisei três vizinhos e a minha mãe. Todos olhamos imóveis, e ninguém sabia explicar”, conta Ludovic, o surpreso morador de 39 anos que supostamente se deparou com a cena, numa mensagem pedindo respostas ao que seus olhos acabavam de ver.

Várias entidades da Europa reúnem registros desses relatos de cidadãos comuns e tentam decifrá-los. O chamado Comitê Belga para o Estudo de Fenômenos Espaciais (COBEPS) é um deles. Para o primeiro caso, avaliou que a informação fornecida era insuficiente. No segundo, os estranhos alinhamentos descritos por Ludovic ainda estão sendo investigados. Em outras ocasiões, a resposta dos investigadores ao mistério é mais simples: os óvnis são aviões ou balões.

Anualmente, organizações de oito países – Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Noruega e Suécia – divulgam os dados de todos os alertas de objetos voadores não identificados que conseguiram reunir, seja porque a testemunha os notifica diretamente ou rastreando fóruns e páginas da Internet. O resultado são 13.201 avistamentos nos últimos seis anos em que há estatísticas, uma média de aproximadamente cinco por dia. Mas, em plena era dos celulares com câmeras de alta qualidade, a tendência é decrescente. Em 2012 foram 3.332 casos, e em 2017 apenas 1.206. Em nenhum período entre essas duas datas o número de relatos aumentou. Itália (3.343), Alemanha (2.381) e França (2.317) – os três países mais populosos, embora não nessa ordem – lideram os avisos.

Jean-Marc Wattercamps descreve-se como geólogo e ufólogo. Segundo esse pesquisador do COBEPS, a associação belga que estuda as alertas na Valônia, a região francófona, “é preciso distinguir os avistamentos cotidianos dos óvnis reais. Estes continuam sem serem identificados depois de um estudo mais ou menos pormenorizado. O último que encontramos foi em 2015, mas temos 14 investigações abertas de 2018”.

https://brasil.elpais.com/brasil 

terça-feira, 28 de abril de 2020

Universo Paralelo OVNI, live com Nuno Alves, para o Brasil


Para quem não teve oportunidade assitir à transmissão em direto para o Brasil no dia 27, às 21:00 hora de Lisboa, o Ufo Portugal Network partilha o vídeo da respetiva entrevista para apreciação de todos os entusiastas do fenómeno ovni.

sábado, 25 de abril de 2020

Pandemia Covid 19, não para a Ovnilogia, por Nuno Alves


Vídeo realizado através de live no grupo UFO Portugal Network Facebook.

Fiquem em casa e vigilantes ao céu noturno.

domingo, 19 de abril de 2020

Entrevista da Exopolitic Portugal ao fundador do UFO Portugal Network


Exopolítica e Ovnilogia, dois conceitos díspares em termos  de finalidade e metodologia,  mas cujos campos de actuação inevitavelmente se cruzam e complementam.

Neste enquadramento,  Nuno Alves, fundador da UfoPortugal é o segundo convidado de um conjunto de conversas por videoconferência, durante a qual partilhou a sua opinião pessoal e experiências enquanto investigador.

A conversa encontra-se dividida em 3 segmentos, disponibilizados diariamente ás 10:00, a ter inicio amanhã 20/04

1º Segmento: Primórdios da UfoPortugal; Casos mais marcantes.


2º Segmento: Incidente na Holanda; Investigação de campo em Rendlesham Forest

3º Segmento: Crop Circles; Perspectiva da Ovnilogia no futuro próximo


Acompanhe-nos nesta viagem.

Miguel Maia coordenador & Francisco Mourão Correa

Exopolitic Portugal

sábado, 18 de abril de 2020

Satélites Starlink vistos em Portugal, confundidos com Objectos Voadores Não Identificados

Luzes estranhas avistadas por todo o território nacional, despertaram atenção de muitas centenas de pessoas.

Na noite passada Sexta-Feira, 17 de Abril, inúneras testemunhas presenciaram e registaram a um aglomerado de luzes sobre os céus de Portugal.

O Ufo Portugal Network recebeu inúmeras mensagens, e-mails das respectivas testemunhas procurando respostas para a referida observação.
Não se trata de algo extraordinário ou extraterrestre.
Apenas foram visualizados os 60 Satélites Starlink, projecto da Space X de Elon Musk.
Este é um projecto que conta já com o total de 180 Satélites que terão a função de cobrir as zonas mais isoladas do planeta para dar acesso à internet através do espaço.


Ainda não foi desta amigos...