quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Foi levado equipamento após e encontro do Porta Aviões Nimitz com um OVNI

Oficiais secretos 'embarcaram no navio da Marinha dos EUA e levaram equipamentos' depois do Nimitz ter um encontro imediato com um ovni.

Um veterano da Marinha dos EUA fez a revelação, à medida que as alegações continuam surgindo de que poderia haver mais imagens do infame encontro com um OVNI.

Um veterano da Marinha dos EUA que estava a bordo do USS Princeton quando um OVNI foi avistado por pilotos de caça revelou que um grupo de oficiais misteriosos embarcou no cruzador logo depois do incidente para recuperar informações secretas.

Imagens do momento em que um Super Hornet do F / A-18 avistou o objecto desconhecido voando pelos céus em 2004 se tornou um dos avistamentos de OVNIs mais comentados de todos os tempos, após o lançado na notícia através do New York Times em 2017.



Esta situação levou o Pentágono a admitir ter um programa ultra-secreto dedicado a examinar a existência de objectos extraterrestres.

O incidente - que mostrou um OVNI em forma de tic-tac realizando manobras nunca antes vistas - ocorreu na costa de San Diego.

Os pilotos que haviam descolado do USS Nimitz, faziam parte de um grupo de treino juntamente com o USS Princeton.

O oficial suboficial Ryan Weigelt estava encarregado de cuidar dos helicópteros a bordo do Princeton no momento em que se deu o incidente.

Ryan explicou que esse grupo de oficiais "não estavam designados" para transporte e quando chegaram, foram diretos para o posto do Almirante deixando um guarda do lado de fora.

Estes oficiais terão recuperaram "algo" dos helicópteros de Princeton, o que significava que os helicópteros não poderiam voar.

"Não sei dizer o que eles terão recuperado", acrescentou.

 “Houve algo que eles retiraram das nossas aeronaves, esta ordem só pode ser dirigida por uma autoridade superior para fazer uma coisa destas.

"Portanto não havia como voar com segurança com as nossas aeronaves num treino ou combate".

O veterano dos EUA disse que esse misterioso grupo de oficiais deixou o navio por um RIB (barco inflável de casco rígido) e forçou o USS Princeton atracar numa marina, o que era algo inédito na Marinha dos EUA.

Dave Beattie, apresentador do programa, vinculou essa remoção de informações a alegações de que há mais imagens dos OVNIs por aí, com as quais Ryan concordou.

"Não há dúvida de que esses indivíduos estavam procurando dados sobre os OVNIs", acrescentou o veterano.

www.dailystar.co.uk

Perante esta situação o UFO Portugal Network adverte... Com o passar de semanas, meses e até anos, irão surgir testemunhas deste tipo de incidente, como também oportunistas com histórias fantásticas com respectivos contratos televisivos!

Esta situação requer uma especial atenção por parte do público e daqueles que optam por seguir uma investigação honesta a favor Disclosure.

Um investigador que mantém segredos que somente os liberta através de um contrato televisivo, não é de facto um investigador mas sim um oportunista que visa tirar lucros pessoais.

Olhos abertos 😎

Sem comentários:

Enviar um comentário