quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Óvni triangular sobre São Tomé das Letras (MG)

Ilustração mostra ao centro a composição das quatro luzes formando um triângulo, que voava "deitado" de Sul para Norte, com uma luz menor e mais fraca na frente.

O furtivo OVNI tinha formato triangular com um tamanho calculado de duas luas no céu e parecia vir da direção da cidade de São Paulo para Belo Horizonte, cortando o céu rapidamente numa velocidade incrível.

Por Pepe Chaves*
De São Tomé das Letras-MG
Para UFOVIA
21/12/2018

Como jornalista/editor e pesquisador nesse polêmico campo há vários anos, eu sempre procurei abordar o fenômeno OVNI com muito respeito, pés no chão, calma e honestidade. Procuro nem tornar públicos alguns avistamentos particulares que já tive. Até porque sempre tratei este assunto com muita racionalidade e isenção. Eu até relutei para publicar essa presente nota, sobre um breve e incógnito avistamento pessoal ocorrido em abril de 2018. Mas resolvi fazê-lo a pedido de um grande colaborador nosso e outros amigos, após tê-lo citado em público. Mas, principalmente, sob todos os efeitos, para que se registre o caso de um furtivo objeto em voo noturno com um formato inusitado à maioria popularmente narrada.

Lembro-me que esse avistamento ocorreu na última semana de abril de 2018. Eu estava sentado na porta da minha casa (em São Tomé das Letras-MG) esperando uma água ferver para fazer um café, por volta das 20:30 h calculadamente. Havia uma pessoa na minha sala esperando o café ficar pronto e que acabou testemunhando parcialmente este avistamento, já no final.

Eu contemplava um belo céu de brigadeiro, defronte para o horizonte Oeste, numa cidade situada a 1400 metros de altitude, portanto, com vastos horizontes à minha frente. Tudo parecia calmo naquela noite em que o cinturão de Orion pairava solene sobre a minha cabeça.

Estrutura triangular

Mas, eis que, de súbito surge da minha esquerda para a direita um silencioso e escuro objeto voador passando bem na minha frente em uma velocidade considerável. Assim que o vi eu gritei para a pessoa que estava dentro de casa correr para ver também. O OVNI tinha formato triangular (ou pelo menos suas luzes estavam nessa disposição) com um tamanho calculado de duas luas no céu e parecia vir da direção da cidade de São Paulo para Belo Horizonte, como se seguisse o mesmo sentido da rodovia federal Fernão Dias (que liga estas duas capitais).

O corpo do objeto entre as luzes que compunham sua forma de triângulo era da cor da noite e só pude avistar suas luzes, curiosamente dispostas nessa forma triangular e todas da cor branca.

Mas, apesar de ter formato de um triângulo, este era composto por quatro luzes, sendo, três luzes da mesma intensidade na parte traseira, dispostas a distâncias exatas entre si. E na parte da frente havia uma luz um pouco menor e de intensidade bem mais fraca que as demais.

Aquilo era diferente dos milhares de formatos de objetos voadores não identificados que já vi ao longo de muitos anos em imagens diversas de todo o mundo. Inclusive, dentro da categoria “OVNIs triangulares”, pois que também se difere da maioria de avistamentos desses OVNIs já narrada antes por várias testemunhas e reportagens. Normalmente, OVNIs triangulares antes avistados eram compostos apenas por três luzes, uma em cada ponta do triângulo e jamais com três na base e uma na ponta dianteira. Depois desse avistamento, fiz uma intensa pesquisa na internet em busca de algo parecido, imagens e narrativas, mas não encontrei nada semelhante.

Observação: esse “triângulo” passou como que estivesse deitado, de forma que as três luzes traseiras passaram bem na minha frente em sentido vertical, dispostas uma em cima da outra. E a luz solitária e mais fraca estava à frente do objeto [veja ilustração no topo da matéria].

Poucos segundos

O avistamento foi em questão de segundos: quando a pessoa chegou na porta pra ver, ela conseguiu avistar somente por alguns segundos as três luzes traseiras (verticalmente) se distanciando rapidamente para o nosso lado direito. Por ser mais fraca que as demais, a luz dianteira desapareceu mais rápido na medida em que o objeto se distanciava, restando visíveis só as três traseiras ao longe: uma sobre a outra, verticalmente.

Eu calculo que este aparato navegava a uma altitude entre mil a dois mil metros acima de São Tomé das Letras. Não sei precisar a sua velocidade, mas era muitíssimo mais rápido que qualquer avião navegando nessa altitude calculada.

Na minha cidade natal, já tive poucos e bons avistamentos de fenômenos relacionados a OVNIs, alguns bem particulares... Mas este, em disposição triangular de luzes foi algo único. Essa estrutura voadora poderia ter passado despercebida, como passou para, certamente, toda a cidade sobre a qual sobrevoou. Felizmente, eu enxergo muito bem à noite, mas, foi um ato de muita sorte ter avistado tal coisa, mesmo que tenha sido por poucos segundos. Na época, comentei este avistamento somente com dois amigos pesquisadores em ufologia e fenômenos aéreos, e ambos afirmaram não ter informações sobre nada parecido.

Origem

Agora, quem sou eu para dizer que isso se trata de um OVNI de origem extraterrestre? Seria irresponsabilidade da minha parte, pois não posso provar tal afirmação. Reiteradamente, tenho visto a maioria das pessoas reagir diante ao desconhecido, sempre recorrendo ao extremo... Nesse caso, o extremo, seria atribuir a natureza ET para justificar algo desconhecido. No entanto, para um pesquisador consciente, esta seria a última possibilidade a se aceitar, jamais a primeira. Limito-me a dizer que era um OVNI, e de fato, isso eu garanto.

Contudo, particularmente, confesso: não creio que este objeto seria de origem extraterrestre. Na verdade, esse curioso objeto triangular me pareceu mais algo ligado a algum tipo de drone militar para varreduras, ações furtivas ou outros trabalhos desconhecidos. Se do Brasil ou do exterior, eu não sei... Ou quiçá, algum tipo de drone civil ou aeromodelo mesmo, ainda não popular, para voos noturnos. Não creio que aquilo seria uma nave extraterrestre, ou algum tipo de aeronave tripulada, mas certamente, teleguiada. A meu ver, tal OVNI soou de alguma maneira como algo da tecnologia terrestre. Mas, eu posso estar errado...

Caso alguém tenha avistado algum OVNI semelhante a este narrado aqui, em qualquer parte do planeta, entre em contato com o autor da matéria pelo e-mail a seguir: pepechaves@gmail.com

* Pepe Chaves é editor do diário digital Via Fanzine e UFOVIA da ZINESFERA.
- Ilustração eletrônica: Pepe Chaves/Arquivo VF.
- Produção: Pepe Chaves
© Copyright 2004-2018, Pepe Arte Viva Ltda. Brasil.

FONTE: viafanzine.jor.br
FONTE:Ufos-Wilson 

Sem comentários:

Publicar um comentário