quarta-feira, 14 de março de 2018

Dez coisas que tem de saber para observar OVNI

Não se preocupe que não tem de marcar consulta para um ovniologista. 
Estes são as pessoas que estudam e analisam o fenómeno dos OVNI (Objetos Voadores Não Identificados), algo que sempre foi motivo de fascínio para muitas pessoas. 

Dentro em breve, os portugueses vão poder aprofundar os conhecimentos sobre este tema.
Paulo Cosmelli já deu o primeiro curso de ovniologia em Portugal, lecionado pelo investigador e especialista. "O objetivo deste curso, o primeiro no nosso País, foi dar uma visão generalizada da história da ovniologia em Portugal e demonstrar os avistamentos mais conhecidos em território nacional", revelou o fundador do CEBIUFO (Centro Europeu e Brasileiro de Investigação UFO, OVNI em inglês) ao Correio da Manhã e actual membro do Ufo portugal Networ.

Paulo Cosmelli
Quem se interessar por esta área de estudo e queira adquirir os conhecimentos mais básicos antes de começar a olhar para os céus pode participar neste curso, que vai decorrer no centro infinito CRESCER, nas Caldas da Rainha.

As 10 coisas que Paulo Cosmelli considera serem as mais importantes para um aspirante a ovniologista:

1 - Manter a mente aberta e livre de ideias pré-concebidas.

2 - Noções mínimas de astronomia (saber que constelações, estrelas e planetas estão acima de nós).

3 - Tentar obter o maior número de informações sobre a história ou até a geologia do próprio local para saber se está num sítio propício para avistamentos.

4 - Saber distinguir o que é um possível avistamento ou um fenómeno atmosférico (como por exemplo a aurora boreal ou a libertação de gases do planeta).

5 - Disponibilidade mental e intelectual para a troca de ideias e querer ser parte ativa de uma comunidade que pede a participação de todos.

6 - Ser capaz de trabalhar em equipa (até porque várias cabeças pensam melhor do que uma).

7 - Saber quais os casos de avistamentos mais famosos em Portugal.

8 - Estar preparado.
Um mapa, uma bússola e qualquer aparelho tecnológico que permita captar fotos ou vídeos são essenciais para qualquer pessoa que procure dedicar-se à ovniologia.

Isto acarreta que saiba posicionar-se, orientar-se e identificar o movimento do OVNI (trabalho bastante facilitado por uma bússola)

9 - Caso pretenda fazer uma vigília, procure os locais com pouca iluminação artificial para uma melhor visão do céu limpo.

10 - Documentar, através de vídeo ou de fotografias, o OVNI e ter a capacidade de captar referências terrestres para uma melhor análise posterior, em vez de simplesmente apontar a câmara para o céu.

5 comentários:

  1. Vivo em Vila Real de Santo António...
    Sabem dizer-me se esta zona é boa ou não para um possivel avistamento OVNI...??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verão noites de lua Nova 5 estrelas mas a cidade não serve melhor o campo, tipo a zona da Serra da corte António martins, já vi tanto as dez da noite como as cinco da manhã, já conheço algumas manhas das falsas estrelas como lhes chamo.

      Eliminar
    2. Amigo estamos muito longe mas nasci aí, investigue sobre a aldeia nova inicio dos anos 90, perto da mina de São Domingos há luz como a da caniceira do sado, ao seu lado na província de huelva tem onde procurar mas não posso dizer mais, uma força estranha impede, investigue e talvez chegue lá.

      Eliminar
  2. Vila Real de Santo António - Algarve tem alguns registos.
    O Algarve em geral tem tido boas observações ao longo dos anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro tem alguma informação sobre odiaxere e a barragem?

      Eliminar