sábado, 31 de maio de 2008

Phoenix descobre possíveis rastros de gelo em Marte

Por Administrator
31 de maio de 2008

'Poderíamos estar vendo rochas, ou poderíamos estar vendo gelo no lugar da descida', disse cientista

FONTE: O Estadão

A sonda Phoenix encontrou possíveis rastros de gelo em torno da região próxima ao pólo norte de Marte onde desceu, informou nesta sexta-feira, 30, o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa (agência espacial americana).

O que parece ser gelo está em uma imagem captada debaixo da nave pela câmara instalada no braço robótico da Phoenix, cerca de uma de seus três "pés", diz o organismo da Nasa em comunicado.

Foto / Nasa

"Poderíamos estar vendo rochas, ou poderíamos estar vendo gelo no lugar da descida", disse Ray Arvidson, cientista da Universidade de Washington encarregado das operações do braço robótico.

Esse gelo pôde ter ficado ao descoberto como resultado da emissão de gases candentes dos foguetes que reduziram a velocidade de descida da nave, que chegou a Marte no domingo passado.

"Teremos que receber mais dados, incluindo cores, da câmara no braço robótico. Achamos que se trata de gelo, e este vai se tornar mais brilhante porque o ar atmosférico se condensará e se transformará em sereno sobre esse gelo", afirmou.

"A confirmação total vai acontecer quando começarmos a escavar e a analisar as camadas (de solo) próximas", acrescentou o cientista.

No entanto, a análise poderia sofrer alguns problemas devido a um curto circuito detectado na quinta-feira durante os testes realizados no instrumento que examina as mostras.

Um boletim do JPL indicou que se trata do analisador de temperaturas e gases, que inclui um medidor de calor assim como um espectrômetro de massa para examinar os vapores produzidos pelo aumento de temperatura.

Apesar desse problema, os cientistas da missão, cujo objetivo é analisar o gelo marciano e buscar a presença de materiais orgânicos, assinalaram que esta avança sem maiores contratempos.

Um problema de comunicação que tinha acontecido na terça-feira nas operações foi resolvido na quinta-feira quando os engenheiros transmitiram comandos para descobrir seu braço robótico.

Uma porta-voz do JPL esclareceu que o problema não foi da "Phoenix", mas do Mars Reconnaissance Orbiter que serve como enlace de comunicações..

"Estamos agora em uma etapa da missão na qual estamos revisando todos os instrumentos científicos" que leva a sonda para analisar o gelo marciano e estudar seu solo na busca de materiais orgânicos, disse Barry Goldstein, diretor do projeto.

Última Atualização ( 31 de maio de 2008 )

Sem comentários:

Enviar um comentário