sábado, 21 de janeiro de 2017

Dois OVNIs surgem no céu sobre Sutton e Coldfield, Inglaterra na mesma noite

Dois casos isolados, inéditos intrigam aficionados do fenómeno OVNI na Inglaterra.
Será esta a prova incontestável que vida de um outro planeta pode ter visitado Sutton Coldfield a meio da noite?
Um observador registou imagens de uma misteriosa luz pairando ao redor da área, que ele descreveu como "suave e curvada".

Em seguida, 50 minutos mais tarde, um orbe brilhante reaparece.

O observador disse que estava olhando para fora da sua janela no dia 30 de Março 2016, às 5:37 da manhã quando viu a luz: "No início pensei ver algo mover-se através do céu, e assim iniciei a gravação com o telefone”.

"A olho nu era muito suave e curvado, até mesmo se dividindo em dois".

"Um segundo vídeo foi realizado mais tarde pelas 6:21 da manhã, uma esfera perfeita vista a olho nu, mas esta não estava piscava, era como um brilho pulsante.
Em seguida, após 3-5 minutos fica fora do alcance da câmera. "
Este caso esteve oculto sobre investigação das autoridades, só agora se tornando público.


...

OVNI deixa colombianos assustados

Novo vídeo abalou as redes sociais com o registo de um OVNI, visto por várias centenas de pessoas.
Uma das testemunhas capturar o momento preciso em que o surge no céu.

O OVNI foi bem visível nos municípios de Segóvia e Remedios , onde a luz brilhante se destacou no céu.

No vídeo pode ver a luz aparecer e desaparecer ao longo da gravação.
Muitos internautas acreditam ser um fenómeno natural, mas sem uma explicação convincente.
Já outros usuários das redes sociais acreditam que este é um dos muitos exemplos que serve para provar a existência de vida extraterrestre.

Até ao momento as autoridades não encontraram uma resposta para o fenómeno deixando assim as referidas populações intrigadas e assustadas com o fenómeno.



Ovni filmado na Nova Zelândia intriga autoridades


Autoridade aérea do país e grupo astronómico não conseguem identificar procedência do objeto voador.


Em destaque no céu da Nova Zelândia, um objeto voador não identificado (ovni) é filmado acima de uma base militar, na noite de quarta-feira (18).

Josh Marshall, 16 anos, autor da gravação, conta testemunhar o intrigante ovni na ilha de Blenheim, situada ao Sul do país.

De acordo com o adolescente, o enigmático objeto aparenta girar sobre o próprio eixo.

Segundo o jornal europeu Daily Mirror, o jovem conta que a insólita estrutura, gravada pelo telefone, surgiu enquanto ele estava na casa de um amigo.

No vídeo, o jovem observa a incomum característica do OVNI, e conversa com o seu colega, enquanto filma a cena, que ele “parece ter um buraco no meio” Diz.

Marshall, que demonstra alguma cautela ao dar a sua opinião sobre a anomalia captada, salienta não saber a procedência do ovni. Contudo, argumenta saber exatamente o que o objeto não é.

"Não estou certo do que é, mas não é um avião, não é uma estrela, e muito menos um satélite. Eu não tenho ideia do que seja".

Ele destaca outra estranheza percebida em torno da estrutura, ao ressaltar que durante o tempo em que esteve visível, “estrelas pareciam se mover em torno dela”.

O adolescente ainda acentua que na ocasião, o OVNI parecia estar sobre uma base da Força Aérea e de um aeroporto, localizados na mesma área em que a gravação ocorreu.

Embora não confirme a origem da estrutura, a Airways Corporation, autoridade aérea da Nova Zelândia, corrobora as alegações do jovem, ao destacar que “poderia muito bem” ter sido uma aeronave.

O astrônomo local John Homes, membro da Wellington Astrological Society, após analisar o vídeo, comenta não conseguir identificar a estrutura.

Apesar de saber que muitas vezes o planeta Vênus é confundido com naves espaciais, ele descarta a possibilidade, ao avaliar que “se não fosse pelo buraco escuro no meio”, até poderia se tratar de um corpo celeste.

O recente avistamento acontece ao mesmo tempo em que a Agência Central de Inteligência (CIA), torna público 13 milhões de documentos secretos sobre investigações de ovnis realizados pela entidade.




Inf 

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

OVNI em Castelo Branco!

Ontem Quarta-feira 18 de Janeiro, o Ufo Portugal foi notificado com imagens um pouco curiosas.

O registo ocorreu na cidade de Castelo Branco onde uma vez mais a testemunha se apercebeu de algo estranho no céu.


O Sr. Victor Paulo não adiantou muita informação, porém nos relata que o registo ocorreu às 15:45h.
Observou que abaixo do Sol segundo a sua posição, se encontrava um estranho objeto que ora aparecia como logo de seguida desaparecia!
A observação terá durado menos de um minuto, tento desta forma conseguido ainda realizar algumas fotografias do acontecimento.
O Sr. Victor, referência que o objeto em questão esteve sempre no mesmo local sempre que visível.
Devido ao facto de este estar abaixo do Sol, podemos deduzir que se pode tratar de reflexo solar sobre a fuselagem de algo!



Perante a hora descrita, não decorreu qualquer voo comercial conhecido a Sul de Castelo Branco.
O voo mais próximo naquela referida hora estaria afastado e numa posição que não coincide com a referida pelo Sr. Victor Paulo.




OVNIs fotografados em Ponte de Sor


Rui Lino, fotógrafo e funcionários da Rodoviária do Alentejo, residente em Ponte de Sor, conta-nos que ao sair de casa pelas 14:30h no Domingo 15, reparou em algo de anormal no céu.
Rapidamente foi buscar a sua câmera fotográfica de forma a registar o fenómeno.
Rui realizou várias fotos da qual revela que era visivel por vezes 4 a 5 objetos.
Estima que estes objetos deveriam estar a uma altitude de 2 a 3 km aproximadamente.
O bom registo foi devido à sua câmera Canon EOS 1200D com objetiva 75-300mm.

Não é a primeira vez que Rui Lino, observa e regista estes estranhos fenómenos!
Rui além da fotografia e de uma exposição recente de bastante sucesso, é também um entusiasta da ovnilogia.
Este conhecimento faz com que Rui Lino,esteja constantemente atento ao mínimo movimento de algo anómalo no céu.
Quanto à origem ‘identidade do objeto registado’, continuará a ser mais um enigma entre muitos outros já registados em Portugal.
Não partindo para algo alienígena, como referem os demasiado excêntricos pelo fenómeno, estamos apenas perante algo que voa e não foi identificado. 

Será caso para dizer.... Eles andam ai 😉 

OVNIs? Experiências secretas? 800 mil documentos da CIA estão agora na internet

Documentos descrevem ações da CIA em vários países, experiências secretas e avistamentos de extraterrestres

A Agência Central de Informações norte-americana (CIA) disponibilizou esta semana na internet milhares de documentos históricos que descrevem as ações da organização secreta desde que foi fundada.

Os documentos revelam com detalhes as experiências secretas da CIA, os avistamentos de extraterrestres registados pela agência, as atividades além das fronteiras americanas e dão até a receita da tinta invisível inventada pelos alemães nos anos 70.

São mais de 13 milhões de páginas - de cerca de 800 mil ficheiros - que relatam a história do serviço de inteligência desde o começo até os anos 90 e descrevem atividades da CIA em conflitos como do Vietname, da Coreia e durante a Guerra Fria.

Entre os documentos que mais chamaram a atenção, estão os que descrevem as experiências psíquicas feitas pela CIA ao abrigo do programa "Star Gate" até aos anos 90 e os papéis que relatam avistamentos de extraterrestres nos Estados Unidos.

Os ficheiros foram considerados não confidenciais por volta dos anos 90 e disponibilizados ao público nessa altura, mas era difícil consultá-los. Segundo a CNN, nenhum dos documentos disponibilizados na base de dados CREST (CIA Records Search Tool - em português Ferramenta de Pesquisa dos Registos da CIA) deixou de ser secreto recentemente.

"O acesso a esta importante coleção histórica já não está limitado pela localização geográfica", disse Joseph Lambert, diretor da gestão de informações da CIA num comunicado, segundo a CNN. Até ao momento, aceder a estes documentos apenas era possível a partir dos quatro computadores do edifício dos Arquivos Nacionais, na cidade de College Park, estado de Maryland.

A CIA anunciou em novembro que iria publicar este material na internet após ter sofrido pressão por parte de jornalistas e académicos e da MuckRock, uma organização não-governamental que processou a agência em 2014 para poder ter acesso a estes ficheiros.


JN