segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Mortes misteriosas de cientistas que estudam OVNIs


Um assessor do governo dos EUA conta em conferência internacional em Amsterdão que um número de investigadores de OVNIs, morreram em incidentes bizarros entre 1970 e 1980.

Timothy Hood, que também é um astrónomo, disse aos participantes na convenção sobre extraterrestre que ele estudou as atividades de investigadores de OVNIs por 30 anos.

Observou que observadores de OVNIS (aqueles que relatam aparições de OVNIs) não sofrem o mesmo destino que os cientistas profissionais deliberadamente procuram por vida extraterrestre.
Ele citou como exemplo os cientistas de astrofísica.

Por exemplo, o astrónomo americano Morris K. Jessup, que era um prolífico escritor de livros sobre vida inteligente fora da Terra morreu de suicídio.
Ele teria se trancado no seu carro, deixando o tubo de escape aberta e a ignição, ligada.

Um outro exemplo, o professor James Edward McDonald, que investigava OVNIs e trabalhava no Instituto de Física Atmosférica da Terra, morreu de uma ferida de bala auto-infligido a cabeça.

O relatório sobre a apresentação de Hood foi originalmente publicado em russo em Yoki.ru.
Foi traduzido em Inglês no Pravda.ru. Citando  outros vários exemplos.

Hood apontou que durante a sua pesquisa, 25 pessoas que estudaram ciência espacial tinha morrido.
Conta que essas mortes foram mais do que apenas uma coincidência.
Existem "serviços especiais" que eliminam os especialistas, porque o seu vasto conhecimento provou ser uma ameaça.

Ela faz parte da cultura pop para analisar, e até mesmo relatórios espalhados que o governo dos EUA sabe muito sobre a vida extraterrestre.
A série extinta X-Files, por exemplo, com foco em investigações de um agente especial em ocorrências bizarras.

No entanto, nenhum avistamento de OVNI ou vida alienígena tem sido reconhecido publicamente por autoridades do governo EUA até o momento.

Fonte - http://au.ibtimes.com
Tradução e adaptação Inglês Português

Sem comentários:

Publicar um comentário