segunda-feira, 4 de março de 2013

OVNI quase colide com avião da TAP em 1976


Este é um caso que merece uma especial atenção sobre o fenómeno em si, como o desenrolar da sua observação quer por tripulantes e passageiros a bordo do voo TP245 da TAP.

Todos os créditos a cargo de José Garrido. 

No que tange a observações de OVNIS, a madrugada do dia 19 de Setembro de 1976, foi bastante agitada em toda a orla mediterranica, nomeadamente na Península Ibérica e, mais especificamente, em Portugal.

Boeing 707, da TAP 1976
Algumas das testemunhas dos acontecimentos daquela madrugada foram os elementos que constituíam a tripulação de um BOEING 707 dos Transportes Aéreos Portugueses –TAP, comandada por Eloy João Weigert, de 52 anos e 23.000 horas de voo, sobre Lisboa, e que iniciava o voo TP241 transportando 110 passageiros, além dos tripulantes.

Assim, e após a Torre de Controlo do aeroporto de Lisboa ter autorizado a descolagem do avião para efectuar aquele voo, este iniciou uma ascensão normal, a uma velocidade de 235 nós até atingir 3.000 pés QNH, aumentando, depois, para 300 nós até atingir os 4.000 pés.
Nesse momento – 2 : 10 H minutos da madrugada -, não havia qualquer outro tráfego aéreo na zona.

A 4.000 pés de altitude, tendo já transcorrido 6 minutos após a descolagem, o co-piloto, José Pinto, de 32 anos e 3.000 horas de voo, viu algo que pensou tratar-se de um avião com os faróis acessos em rota de colisão; gritando para a Torre "vem um avião contra nós", inicia uma volta apertada para a direita, sobre a vertical da margem do rio Tejo, aproximadamente por cima do Montijo, afastando-se do objecto.

Entretanto, os controladores do aeroporto de Lisboa observavam o OVNI com binóculos enquanto constatavam que a "tela" do radar nada de anormal assinalava.

O objecto passou bruscamente pela frente do BOEING 707:

Os tripulantes tiveram a sensação de que o objecto esteve como que "parado"  cerca de dois ou três segundos, em frente do avião.  Nesse período de tempo ficaram visíveis luzes brancas bem definidas.

Após ter cruzado a rota do avião, da direita para a esquerda, a uma distância entre os 200 e 250 metros deste, constatou-se que "o lado oposto" do fenómeno, que se dirigia no sentido de Sul para Norte, era escuro, emitindo das extremidades luzes intermitentes do tipo "sparking light" ou do tipo "flash" .

Da base do Montijo houve a confirmação que não havia aeronaves militares no ar e que o objecto não era detectado no radar.

Posteriormente, constatou-se que o registo efectuado pela "caixa negra" do BOEING confirmou todos os elementos referidos pela tripulação, quer pela conversação entre os tripulantes na cabina, quer pelos dados técnicos do voo.

Em Portugal, para além da observação acima descrita  houve outras!

Com efeito, ficou confirmado que, em diversas regiões deste país avistaram-se objectos em voo bem como obtidas fotos de objectos próximos do solo.

Assim, cerca das 1 : 40 H dessa madrugada, numa bouça em Fânzeres, Gondomar pessoas testemunharam objectos descendo suavemente até quase tocarem o solo, após o que descolaram na vertical a grande velocidade.


Na madrugada de 19 de Setembro de 1976, foi possível constatar outras observações realizadas em vários pontos do País e Ilhas.
Ler mais ( OVNIs em 1976 ).
O que teria ocorrido nessa madrugada de tão insólito sobre o espaço aéreo português?

8 comentários:

  1. Recordo-me deste caso.
    Foi numa época que falar disto era sujeitar-se a ser apelidado de doemnte mental.
    Não tenho a menor dúvida da veracidade.
    Recordo que foi presenciado por observadores circunstanciais em terra.
    Este caso tem tudo para que não possa ser negado.

    Fica aqui mais um vídeo interessante e que não sendo novvo,é interessante.O som está desssincronizado,mas a legenda não.

    http://www.youtube.com/watch?v=R9px7INef1w&feature=player_embedded

    ResponderEliminar
  2. sim senhor belo documentário, algumas partes já conhecia, isso é só para vermos o quanto estamos desprotegidos se realmente nos quisesse fazer mal não teríamos hipótese nenhuma.

    ResponderEliminar
  3. Nuno, lo que vieron desde el avión en la madrugada de 19 de septiembre de 1976 fue un ¡bólido!. En numerosos lugares de España también fue visto.

    Saludos.
    Juan Carlos

    http://misteriosdelaire.blogspot.com.es/

    ResponderEliminar
  4. Nuno, aquí tienes más información:

    http://misteriosdelaire.blogspot.com.es/2013/04/ovni-en-rumbo-de-colision.html

    Saludos.

    ResponderEliminar
  5. Finalmente, após todos estes anos, resolvi pesquisar na net se aquilo que eu vi, em 1976, no Porto. Nessa noite tinha ido com a minha namorada e um casal amigo à feira popular que se instalava anualmente no Palácio de Cristal, e, já depois da meia-noite, enquanto nos dirigíamos para casa, em frente ao Museu Soares dos Reis, eu olhei para trás, para poente, e vi um círculo luminoso, rodopiando, deslocando-se de Norte para Sul, a grande velocidade, Desapareceu por detrás do edifício da Reitoria, e só uma outra pessoa , no passeio oposto, também o observara. No dia seguinte veio a notícia no JN que a tripulação de um avião da TAP o observara. Pelos vistos mais gente viu o OVNI. Rui Ferreira

    ResponderEliminar
  6. Olá. Venho convidar para visitar o Site institucional onde consta o projecto de apoio á publicação e venda do meu livro “Terra – A herança dos Deuses”, agradeço a eventual compra do livro e o seu apoio na divulgação desta mensagem pelos seus familiares e amigos. Bem-haja.
    Link do projecto:
    http://ppl.com.pt/pt/prj/terra-a-heranca-dos-deuses
    Foto de um utilizador

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde, eu também comecei a pesquisar já a algum tempo se havia avistamentos nessa data,e estou agora a encontrar. Não me recordava se tinha sido em 1976 ou 77,mas com estes testemunhos acredito que foi nesta data.Eu tinha ido com uma amiga a um baile na terra dela perto de Torres Vedras, zona oeste,e então seria com toda a certeza a um sábado. Eufiquei em casa dela,que não tinha água canalizada,era num casal,e chegámos do baile entre a 1.30 e as 2h da madrugada, e fomos ao poço para tirar água para nos lavarmos e irmos deitar,no momento em que estávamos ao pé do poço, apareceu no céu algo que era bem grande e do que me lembro era esférico,com luzes à volta rotativas que iam do azul a vermelho e branco, pairou por breves segundos deixando tudo iluminado como se fosse dia,e de repente como que rodou sobre si mesmo e desapareceu num ápice, sem qualquer ruído verticalmente.
    Do que me lembro pouco falámos, eu e a minha amiga, embora eu não tivesse tido dúvidas do que vi,porque lia muito na altura e já me fascinava o que conseguia ler sobre ovnis.
    Não me lembro de termos contado a alguém ou se o fizemos não nos deram qualquer importância,porque me recordo nas poucas vezes que comentei até anos mais tarde,me dizerem que se calhar estava com álcool ou outras substâncias, mas não de todo ,até porque tinha 16 anos e pouco álcool bebia e outras substâncias muito menos.
    Deixo aqui o meu testemunho porque até hoje a imagem é o que tenho bem presente na memória, quanto a pormenores acabaram por se diluir no tempo.
    Sempre pensei que gistaria de fazer uma sessão de hipnose para me lembrar de todos os detalhes, seria interessante!

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde, eu também comecei a pesquisar já a algum tempo se havia avistamentos nessa data,e estou agora a encontrar. Não me recordava se tinha sido em 1976 ou 77,mas com estes testemunhos acredito que foi nesta data.Eu tinha ido com uma amiga a um baile na terra dela perto de Torres Vedras, zona oeste,e então seria com toda a certeza a um sábado. Eufiquei em casa dela,que não tinha água canalizada,era num casal,e chegámos do baile entre a 1.30 e as 2h da madrugada, e fomos ao poço para tirar água para nos lavarmos e irmos deitar,no momento em que estávamos ao pé do poço, apareceu no céu algo que era bem grande e do que me lembro era esférico,com luzes à volta rotativas que iam do azul a vermelho e branco, pairou por breves segundos deixando tudo iluminado como se fosse dia,e de repente como que rodou sobre si mesmo e desapareceu num ápice, sem qualquer ruído verticalmente.
    Do que me lembro pouco falámos, eu e a minha amiga, embora eu não tivesse tido dúvidas do que vi,porque lia muito na altura e já me fascinava o que conseguia ler sobre ovnis.
    Não me lembro de termos contado a alguém ou se o fizemos não nos deram qualquer importância,porque me recordo nas poucas vezes que comentei até anos mais tarde,me dizerem que se calhar estava com álcool ou outras substâncias, mas não de todo ,até porque tinha 16 anos e pouco álcool bebia e outras substâncias muito menos.
    Deixo aqui o meu testemunho porque até hoje a imagem é o que tenho bem presente na memória, quanto a pormenores acabaram por se diluir no tempo.
    Sempre pensei que gistaria de fazer uma sessão de hipnose para me lembrar de todos os detalhes, seria interessante!

    ResponderEliminar