sexta-feira, 6 de maio de 2011

KUMBURGAZ DA REALIDADE A MÁ INTERPRETAÇÃO

Ainda se recorda deste caso?
O vídeo do ovni foi efetuado ao longo dos anos entre 2007 e 2009 em kumburgaz na Turquia.
Deu origem a muitas paginas da Internet, Revistas e mesmo em DVD´s sobre temas Ovni.
Foi considerado e ainda deve ser para alguns um caso inédito de extrema realidade sobre o tema Ovni.
Veja o vídeo.




Foram muitas as análises feitas ao longo dos anos e maioria concluía este caso como real, outros continuaram na dúvida mantendo a questão de que as imagens não eram muito conclusivas.

O mais irónico desta história é se mencionar poder visualizar nas imagens um ser extraterrestre a bordo do objecto.
Esta história deu origem a programas de Tv e de alguma forma se tornou um dos casos mais populares da Ovnilogia Internacional.


Extreterrestre a bordo da nave de KUMBURGAZ!

Mesmo com o passar dos anos alguns investigadores continuaram a se questionar sobre este caso sem determinar muitas conclusões.

Porem a Red Radio Argentina nos apresenta uma imagem que nos leva a pensar seriamente sobre este caso de KUMBURGAZ não ter passado de má interpretação.

Veja o vídeo e tire as suas conclusões.

5 comentários:

  1. Sim, de facto está bem visto, isso aí do navio.
    Contudo, há que ponderar como é que um navio de luxo, se encontra totalmente às escuras em alto mar. E como é que há ausência de luz, na "ponte" do navio.
    Se pararmos a imagem, vemos que a grande parte da "iluminação" / parte de onde surgem lá os "nossos amigos" corresponde ao topo do navio e não à "ponte". Pelo menos é o que me parece...
    Depois há o facto de as janelas se abrirem no "navio" mostrando depois as figuras...
    Eu prefiro manter a minha e acreditar mais na possibilidade de o vídeo ser real. O navio parece-me ser, simplesmente uma desculpa esfarrapada. Porque se tem as luzes acesas de manhã, porque não as tem à noite? E a grande parte dos navios deste género tem um desenho muito parecido :)

    ResponderEliminar
  2. Se as imagens são verdadeiras,esta explicação é ridícula.
    Para quem não conhece bem o caso,deixo estes links.Neles encontra o caso bem escalpelizado.

    http://www.youtube.com/watch?v=wYr4ERffPEg

    http://www.youtube.com/watch?v=4jyiPB5Ih3M&feature=related

    ResponderEliminar
  3. Os Navios se estiverem parados "inativos" mesmo que temporariamente, as luzes são desligadas.
    Isso ocorre com Navios de Cruzeiro quando estão por exemplo uma semana atracados.
    Pode ser para manutenção por exemplo que é efectuado somente durante o dia.
    A explicação até ao momento parece fazer algum sentido.
    A observação foi feita sobre o mar ao largo do local segundo a pessoa que fez a gravação.
    Juntamos o Navio mais o Mar vai dar este resultado que parece ter algum fundamento.
    Mas não passa de uma explicação que segundo as imagens apresentadas fazem algum sentido até ao momento.

    ResponderEliminar
  4. Caro Nuno,nada percebo de regras ou leis náuticas.
    Mas não me parece que navios fundeados ao largo,não tenham luzes de sinalização.Isso,simplesmente,não é lógico.
    Existe até um regulamento internacional para prevenir colisões no mar.
    A ser assim,a hipótese argentina não colhe.
    Não digo que não haja uma explicação exterior à ovniológica.Esta,contudo,tenho dificuldade em aceitar.

    ResponderEliminar
  5. Um Navio ao largo terá obrigatoriamente de manter a sinaletica de segurança " presença" activada, o que já não acontece se estiver ancorado a um porto maritimo ou fluvial.
    No vídeo com o pseudo ovni, podemos reparar que existe uma quebra na imagem a baixo. O vídeo tem um corte que não nos permite ver o que se passou a baixo, não sei se foi ou não de forma intencional.
    Mas no meu ver o que observamos no pseudo ovni é a luz da Ponte de Comando refletida no topo do Navio.
    Se observarmos bem vai fazer todo o sentido.
    A questão é porque não se filmou de outros angulos já que se observava este durante anos!
    Porque não se fez zoom!
    Porquê sempre o mesmo tipo de filme!
    Curioso não!
    Curiosamente o relato de filme é onde se encontra este Navio, o que é algo a ter muito em conta.

    ResponderEliminar