terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Portugal: Mais três casos de avistamentos no país

Por Rui Palmela:  Hoje vou contar uma história verídica que se passou com o meu próprio pai quando era Contramestre da Marinha Mercante. Foi por volta de 1985, quando numa viagem de regresso do Norte de África, rumo a Portugal, meu pai vinha de serviço à ponte de leme durante a noite no barco “Litoral”.

A meio caminho, viu uma luz muito brilhante no céu estrelado que lhe chamou a atenção e pensou que fosse um avião, mas de repente ela começou a deslocar-se duma forma estranha e meu pai mudou de ideias. Viu então a luz aproximar-se e a aumentar de tamanho até que parou a certa distância sobre o mar, projetando um feixe de luz esverdeada sobre a água.  

O disco luminoso acompanhou o barco durante vários minutos e depois se posicionou por cima deste sem emitir qualquer ruído e sim um 'zumbido',  iluminando todo o convés  e de repente  disparou a grande velocidade deixando um risco luminoso no céu desaparecendo na linha do horizonte.

Este foi um caso testemunhado pelo meu próprio pai que um dia me contou isto numa conversa casual sobre Ovnis que são vistos diariamente no mundo inteiro. De resto ele nem sabia nada sobre isso, pois não lia nada a este respeito e até temia falar sobre o assunto, pois não fossem julgar que ele tinha bebido alguma coisa ou estava com visões.  

Mas não foi só daquela vez que meu pai teve uma experiência ovniológica. Numa outra altura, quando fazia o percurso do Porto de Leixões para Setúbal, durante a noite, também observou 4 Ovnis que se deslocavam formação em cruz a determinada altitude, emitindo várias cores à medida que se deslocavam. O meu pai disse que foi uma coisa linda de se ver.


Outro caso foi o de um ex-colega meu de trabalho que numa noite teve uma experiência que jamais esquecerá na sua vida.  Ele conduzia seu automóvel de regresso a casa ao final do dia deslocando-se de Santiago de Cacém para Setúbal. A estrada era escura e de pouco movimento e naquela noite começou a notar ruídos no radio que deixou de tocar e o  motor do carro também deixou de funcionar. Do mesmo modo os faróis se apagaram.

Daí a pouco viu um objeto muito brilhante a pouca distância a deslocar-se na sua direcção e parou por cima de si, projetando uma luz muito intensa que iluminou todo o local e o carro por dentro,  tendo ficado  muito assustado. Mas de repente ele sentiu uma tranquilidade estranha e uma certa sonolência que o fez perder a consciência, não sabendo mais o que se passou nem quanto tempo esteve assim.

Quando acordou, pela manhã, estava dentro do carro num local bem distante daquele onde se encontrava e não soube como foi ali parar.  Quando chegou a casa contou o sucedido à sua esposa que já estava muito preocupada por ele não ter aparecido à hora habitual e já tinha tentado saber alguma coisa ligando para a polícia e hospital.

Depois de lhe suceder tudo isto, meu colega foi ter comigo à D.F. Setúbal para falar sobre o assunto, contando o sucedido porque sabia que eu acreditava nestas coisas  e procurava qualquer explicação que o tranquilizasse. Falámos um pouco e penso que ele foi mais tranquilo, embora eu notasse que ele ficou muito mudado depois daquele acontecimento, pouco falador, mais introspectivo.

Não são raros de resto os casos de 'abdução' que têm sucedido com muitas pessoas e creio que foi isso que aconteceu ao meu colega naquela noite...

Por fim,  uma outra história semelhante de uma amiga que recentemente me contou a sua experiência pessoal e  transcrevo a seguir:

"Há cerca de 30 anos vivi a minha primeira  experiência com ovnis ao entardecer de um dia de domingo quando saí com o meu marido de carro. Saímos e na volta os meus filhos adormecem repentinamente, sem qualquer razão aparente, e eis que ficamos debaixo de uma imensa luz. Eu quis sair do carro para ver bem o que era mas o meu marido não parou e a nave que estava sobre nós desligou a luz e pairou á nossa frente, enorme, de cor prateada.  Depois, elevando-se na vertical, velozmente desapareceu. Fiquei com um estranho desejo de voltar a vê-la ao longo destes anos, sendo que ainda apareceu várias vezes a grande luz mas tive algum receio porque me encontrava já sozinha (meu marido faleceu há 20 anos) e outra vez 3 bolas de luz circularam dentro de minha casa.

Estes e outros acontecimentos mudaram e baralharam-me a visão de algumas coisas em relação há minha educação católica. Sinto-me em sintonia com as suas publicações e gostaria de contar mais e ter muitas  respostas, mas sei que o mais importante é o amor universal e preparar-mo-nos para o alvorecer da Nova Era.  Agradeço por tudo e o ter-me escutado!  Natividade"



Encerro assim esta minha página de 3 casos vividos e testemunhados por pessoas que conheço relacionados com Ovnis que ainda são do desconhecimento de muita gente e outros que temem até contar algumas histórias pessoais, como no caso do meu pai que me contou a sua experiência por mera casualidade numa conversa havida sobre factos estranhos durante a sua vida no mar.

2 comentários:

  1. Ola , sou o João ceia emigrante à 5 anos em Luxembourg , deparei-me com o seu comentário , ao qual tive uma experiência , de ter visto num doming uma nave redonda pequena e preta parada a milhas no céu , numa altura que era de manhã e estava a ir para-o trabalho sozinho e sem telemovel para gravar, só havia mais um carro atrás de mim, á pouco tempo em casa vi quatro bolas verdes na parede da sala , mas desde esse domingo nunca maIs vi essa nave , foi uma sensação de vigia que tive e até parcia que me comunicar algo , o meu contacto fica aqui do facebook João ceia , continuação de um bom blog

    ResponderEliminar