sexta-feira, 15 de abril de 2016

Operadores de Radar garantem que OVNI viajou 193 quilómetros em apenas 8 segundos na Inglaterra

Operadores de radar garantem que OVNI viajou 193 quilómetros em apenas 8 segundos na Grã-Bretanha


Ike Barker e Jim Carey deram as suas primeiras entrevistas em profundidade desde o incidente em RAF Bentwaters, Suffolk – alegando ser o melhor caso documentado no mundo.

Ambos estavam de plantão na torre de controle de tráfego aéreo quando o alvo não identificado foi monitorado no radar durante uma onda de avistamentos estranhos no final de Dezembro de 1980.

A 26 de Dezembro, uma pequena equipe de segurança relatou ter visto uma forma triangular na Floresta de Rendlesham mesmo ao lado da Base.

Durante duas noites, o Comandante Tenente-Coronel Charles Halt e vários outros militares da USAF observaram estranhas luzes piscando se movimentando através da floresta

Ike Barker
A equipe militar assistia com admiração o estranho objeto brilhante que disparou um feixe de luz no chão antes de se afastar.

Os relatórios afirmam que durante uma comunicação via Rádio era reportado o disparo de feixes de luz do OVNI sobre o arsenal nuclear da Base que seria o maior da Europa naquela altura devido à Guerra Fria.

Halt apresentou um relatório oficial ao Ministério da Defesa do Reino Unido - apelidado de "Halt Memo '- dando detalhes sobre o caso, que foi lançado sob a Lei de Liberdade de Informação.

No entanto, os céticos têm vindo a desacreditar as aparições como satélites, meteoros ou o farol Orfordness a algumas milhas de distância do local.

Uma vez mais surgem novas evidências por parte dos controladores de Radar que afirmam que o objeto rastreado não era feito pelo homem!

Ike Barker conta: "Não era como qualquer alvo de radar que eu já tenha alguma vez visto.

"Ele se deslocava a uma velocidade extremamente alta.
O objeto passou sobre a torre de controle e, em seguida parou bruscamente.
Nunca vi nada parecido com a capacidade de manobra desse objeto.


"O objeto de cor alaranjada apresentava luzes de navegação assim parecia ser.

O sargento de tecnologia Carey, do 2164 Esquadrão, disse que o alvo desconhecido fez uma curva acentuada à direita num ângulo a alta velocidade antes de sair da área.

Revela: "Era simplesmente incrível vê-lo se deslocar tão rápido que eu disse que não podia ser um dos nossos, nenhum jato consegue fazer uma manobra daquelas imediata à direita.".

Os especialistas de radar, que não relataram o avistamento aos seus superiores sobre receio de arruinar as suas carreiras, estão entre os mais de 150 testemunhas militares que relataram atividade OVNI sobre o deposito de armas nucleares naquelas instalações de mísseis que perdura desde a década de 1940.

Desclassificados governo dos EUA e documentos da KGB da antiga União Soviética também revelaram como sistemas de lançamento de mísseis misteriosamente avariam, causando pânico entre os chefes militares durante a Guerra Fria.

O investigador americano Robert Hastings, produziu o documentário e escreveu um livro sobre os incidentes ameaçadores, acredita que essas incursões são um aviso para a humanidade.

Ele disse: "A minha opinião é que aqueles OVNIs são efetivamente pilotados por visitantes de outro planeta que se envolvem em ações provocadoras contra sites de mísseis nucleares americanos e russos de forma a nos enviar uma mensagem de que nós, seres humanos estamos brincando com o fogo - que se envolve numa guerra nuclear é essencialmente um suicídio . "

Orfordness
O já aposentado detetive da polícia inglesa Gary Heseltine, diz que o testemunho dos dois operadores de radar devem uma vez por todas terminar com as teorias céticas ridículas de que o pessoal militar teriam confundido o OVNI com o farol de Orfordness.

"O seu testemunho ressalta claramente que os OVNIs estavam interessados nos depósitos de armazenagem nuclear daquela unidade militar que seria uma das principais bases de prontidão caso a guerra fria tivesse outro resalto.

video

Esta ultima revelação é bombástica e trás contornos extremamente importantes sobre a visita de outros povos ao Planeta Terra.
Não é de agora que existe uma intervenção por parte destes em centrais nucleares como armazenamento de armamento dessa natureza.

Existe uma espécie de preocupação para com o ser humano de forma a evitar o seu próprio extermínio.


ufo_portugal@sapo.pt

6 comentários: