terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Soldado quebra silêncio sobre Roswell 44 anos depois

(
(à esquerda: imagem original do caso ocorrido em Roswell, em 1947)

Não é novidade o que aconteceu naquele 8 de Julho de 1947, na localidade de Roswell, mas um soldado decide quebrar o silêncio de forma anónima acerca do que lá viu. É natural o anonimato tendo em conta o que poderia sofrer com isso, temos como exemplo, o caso de Bob Lazar (acerca da base militar situada em Groom Lake).
Este veterano (já nos 60's de idade) afirma que não apenas ele reportou um objeto da qual não conseguiu identificar, como outros tantos 500 militares também testemunharam. Em Julho de 1971 os militares estavam na US Army Air Defence Unit, localizado em Fort Bliss, no Texas, onde foram enviados para manobras militares no deserto do Novo México, a oeste de Roswell.

Nesta operação, cerca de 500 militares afirmam terem testemunhado um encontro noturno com um objeto voador não identificado. O militar afirmou "o primeiro objeto observado vinha de norte e parou". "Outro objeto aproximou-se de oeste". "Nas cinco horas seguintes, os objetos fizeram manobras irregular numa área próxima". Ele descreveu-os como sendo circulares, mas não era possível descrever o tamanho porque se encontravam a grande altitude. "Durante o dia, no deserto, recebemos ordens para nos alimentarmos e o tema de conversa eram os avistamentos daqueles estranhos objetos". "Os OVNI's permaneceram-se visíveis até o sol se tornar demasiado brilhante.

"Este evento permanecerá gravado na minha mente para sempre! Obrigado por me permitir compartilhar esta experiência".
Ex-militar dos EUA (testemunha de Roswell)

2 comentários:

  1. Se o depoimento for verdadeiro, é mais uma prova de que estão nos ocultando algo muito importante

    ResponderEliminar
  2. Se o depoimento for verdadeiro, é mais uma prova de que estão nos ocultando algo muito importante

    ResponderEliminar