terça-feira, 27 de outubro de 2015

Documentos secretos da Força Aérea Brasileira confirmam existência de OVNIs


O final de setembro ficou marcado para sempre na história com o anúncio feito pela Nasa de que existe água em Marte.
A descoberta sobre o Planeta Vermelho é uma das maiores da agência, mas quase nada perto de tudo que o ser humano ainda tem a descobrir sobre vida exterior à Terra.

Não à toa, uma série de documentos confidenciais da Aeronáutica brasileira foram divulgadas recentemente e dão ainda mais lenha à discussão sobre a existência ou não de vida extraterrestre e, claro, a passagem dela pelo Brasil em algum momento da história.

Os documentos em questão foram liberados pelo governo brasileiro após anos de insistência de ufólogos locais.
Relatórios, vídeos e fotos comprovariam que pilotos e controladores de voo nacionais tiveram contato registrado com objetos voadores não identificados.

“Esses documentos comprovam, sem a menor sombra de dúvidas, que os militares brasileiros já estudam o tema há anos. E não só isso. Os documentos comprovam que as naves foram vistas e registradas em diversos períodos da República aqui no Brasil”, afirma o ufólogo Ademar José Gevaert à RedeTV!.

No total, são quatro mil páginas que contem relatórios dos últimos 50 anos.
O dossiê secreto foi entregue diretamente pelo governo nas mãos o ufólogo, considerado um dos maiores especialistas da área em todo o mundo.
Para se ter ideia da atualidade do documento, um evento registrado em julho deste ano em Manaus, no Amazonas, está entre os registros.

Grande parte dos relatos mais impressionantes, inclusive, tem sido feito na região norte.
Em todos eles a descrição é similar, com o mesmo tempo de voo e mesmo comportamento por parte dos OVNIs. Nos casos mais recentes, comemoram os ufólogos, o governo tem inclusive imagens feitas com câmeras de celular.

Yahoo NEWS para aceder ao Arquivo Nacional Brasileiro ( AQUI ).

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Aos poucos a verdade vai surgindo com a insistencia de todos sobre o assunto.

      Eliminar