quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Rendlesham Forest "Roswell Britânico" continua vivo

Rendlesham Forest Inglaterra

Rendlesham Forest localizada em Suffolk, é considerado um dos melhores casos OVNI a nível mundial devido à grande quantidade de testemunhas militares envolventes neste caso.
Para ter uma pequena ideia, recomendo a observar o vídeo abaixo que lhe irá elucidar sobre o que ocorreu a 27 Dezembro de 1980.


Devido a este ser um dos melhores casos a nível mundial, e querermos saber um pouco mais sobre o assunto, elaboramos uma viagem ao local.

A 27 de Setembro nos metemos à estrada e Gentilmente acabamos por ser recebidos por Derek Savory, Jonathan, e mais tarde por uma das melhores investigadoras sobre Rendlesham Forest, "Brenda Butler".

Jonathan, Nuno Alves e Derek Savory
Foram longas horas de conversa a recolher informação sobre o incidente do antes e pós acontecimento em Rendlesham Forest.
O local agora transformado numa zona de turismo e lazer guarda no coração da floresta inúmeros segredos.
Anualmente o local é frequentado por estações de TV de todo o mundo, a visita de investigadores de diversos países como também curiosos interessados no assunto.
Isto sem falar de equipes que se reunem semanalmente na floresta a realizar vigílias noturnas.
Existe uma grande atividade em torno da floresta por parte de pessoas que vivem procurando respostas sobre o que ocorreu e ocorre!

Após a ocorrência de 1980 os investigadores que se aproximaram demasiado do assunto, foram convocados pelo Governo Britânico a receber uma mera quantia avolumada de dinheiro em troca de silêncio e desistência de Rendlesham Forest.
Algo que não foi aceite por uma das investigadoras, o que deu origem à sua detenção mais tarde.
Atualmente existem investigadores que são vigiados por pessoas que catalogamos de MIB, militares ou agentes do Governo, Britânico ou Americano é algo que não se pode apurar concretamente.
Estes acabam de alguma forma se mantendo afastados mas sempre num controlo bastante apertado segundo avançou a investigadora Brenda Butler.
Existem casos onde investigadores perderam documentos, material recolhido durante anos sobre Rendlesham Forest.
Material esse furtado misteriosamente das suas casas.

Durante anos os investigadores foram recolhendo fotografias muito insólitas da qual tivemos acesso e podemos confirmar estranhas figuras tipo hologramas!
Durante anos alguns dos visitantes acabaram por ter estranhos encontros na floresta, por estranhas criaturas que definem como"sombras".
Algumas testemunhas relatam que se encontravam no interior da viatura quando observaram um grupo de pequenos seres de baixa estatura a passar bem próximo destes, os deixando de alguma forma assustados.
Outras testemunhas sairam da floresta aterrorizadas com este tipo de encontro.

Nessa mesma tarde do dia 27 de Setembro pelas 14:00h, decidimos realizar uma sessão fotográfica em torno da floresta onde terá decorrido o encontro dos militares com o OVNI em 1980.
Para surpresa e já no regresso ao park onde tínhamos o carro, ao realizar uma checagem nas fotos encontramos algo de insólito!


Algo a voar mesmo na nossa frente, que não foi observado durante o momento em que realizamos as várias fotos!
Isto nos deixou completamente intrigados e uma vez mais fortalece os depoimentos avançados pelos investigadores locais de que este tipo de fotografia ocorre com alguma frequência.
O reflexo da luz solar que incide sobre o objeto, nos mostra ser algo físico e não um erro de câmera ou reflexo de algo!
Nessa noite voltamos ao local e nos juntamos a um grupo de outros investigadores que se reagrupou e caminhou em vigilancia por toda a floresta.
Um momento muito interessante onde opiniões variavam entre investigadores consoante as suas experiencias em relação ao fenómeno.

Insatisfeitos com a fotografia original, decidimos regressar ao local a fim de proceder a novas fotos e medição do objeto.

A 26 de Outubro nos metemos novamente à estrada  e entramos em acção.
Para nossa surpresa ficamos a saber que após a nossa saida da floresta a 27 de Setembro os militares realizaram um exercico na mesma área onde estivemos antes "coincidência"!

Nuno Alves

Após estarmos novamente no local onde detetamos o objeto na fotografia, montamos o equipamento e realizamos medições, distância e zoom de forma a obtermos os mesmos parametros da primeira foto realizada no dia 27 de Setembro.


Podemos constatar que nada se encontra na foto, avançado com o próximo passo de medição.
Essa medição foi possível com a colaboração de Derek Savory, que se colocou no mesmo local onde se encontrava o objeto.


Juntamos as duas fotos Derek Savory e objeto e podemos verificar que o objeto apresenta um tamanho porporcional em relação a Derek.
A qualidade da imagem não é a melhor devido a termos utilizado o zoom de igual forma à primeira, mantendo todos os princípios de forma a obtermos todos os mesmos resultados originais.


Analisando o local constatamos que existe um corredor entre os pinheiros onde seria possível algo voar!
Drone militar?!


Um pormenor que nos despertou atenção foram as plantas onde os fetos apresentavam anomalias.
Estes estavam contorcidos como se uma força energética tivesse efeito sobre estes.


Verificando os fetos noutros pontos da floresta, todos estavam perfeitos exceto estes como podemos verificar na imagem.
Com as horas no interior da floresta ficamos a saber de inúmeras histórias passadas onde o fenómeno está bem latente e continua ativo ao invés do que se conhece pelos meios de informação.
Prova disso mesmo a baixo poderá visualizar um vídeo onde dois OVNIs seriam filmados no ano 2000 e 2009 sobre Rendlesham Forest.



Os investigadores locais garantem que o fenómeno é frequente o que os faz regressar constantemente no âmbito de recolher evidências em fotografia ou vídeo.
Após uma análise dos locais onde foram realizadas diversas fotografias anómalas em diferentes anos e locais na floresta realizamos uma marcação no mapa e encontramos por curiosidade uma linha perfeita, da qual os investigadores acreditam estar relacionado com as Ley Line.


As histórias sobre Rendlesham Forest são diversas, o que nos faz regressar para novas investigações e medições energéticas.
Existe muito trabalho a ser realizado no interior e exterior da floresta.
Um dos locais a visitar no futuro será a ÁREA 1, onde terá ocorrido um dos pousos e onde nada cresceu "vegetação" em mais de 30 anos.
Quanto ao objeto fotografado no dia 27 de Setembro permanece num grande mistério como tantas outras fotografias que observamos.
São imagens como esta que fazem os investigadores acreditar que o fenómeno no local não morreu e continua bem vivo.

Para terminar vos deixo um vídeo das muitas fotos que realizamos no local.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

OVNI terá regressado a Rio Tinto!

Suposto OVNI terá sido registado novamente sobre Rio Tinto na noite 16 de Outubro deste corrente ano 2013.


Não existe muita informação sobre o referido a não ser de uma primeira aparição registada também em vídeo a 03/08/2013.
As respostas poderão ser as mais vastas como por exemplo, Vénus ou a deslocação da Estação Espacial ISS.



Cláudio Lopes, autor de ambos os vídeos tem sido bastante ativo na vigilância após a sua primeira observação.
Certamente que serão somente estranhas luzes, pontos no céu como referem alguns leitores.
Porem a questão se mantêm! Que pontos ou luzes são as que muitos portugueses observam de Norte a Sul de Portugal?

Vénus estaria visível no quadrante Sul - Oeste na referida data hora.


Seria Vénus causa de má interpretação!
Tire as suas conclusões.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Militar de carreira afirma ter filmado um OVNI em Fafe

Localização - Fafe
Data hora, 06/10/2013 - 19:30h
Testemunha - 1 Militar "anónimo"

Militar garante ter filmado um OVNI, Objecto Voador Não Identificado.
A testemunha conta que no cair da noite do dia 06 de Outubro, viu algo para qual não encontra uma explicação.

" Quando o vi, só pensei em pegar a câmera".
O objecto tinha o trajecto Norte Sul, com uma velocidade constante.
Isto foi o que ainda consegui gravar.
Ao fundo pode ver o transito na Via Circular N206.


E assim foi o registo de um militar de carreira que registou algo para qual não encontra uma respostas.

A testemunha avança que após este objecto desaparecer no horizonte, dois aviões da FAP seguiram na mesma direção.
Esta situação o deixara mais intrigado, levando o mesmo a contactar colegas de serviço a fim de obter uma resposta.
Curiosamente ou não os seus colegas negaram qualquer actividade da FAP ou aeronave militar na hora mencionada 19:30h aproximadamente.

Nesse mesmo dia outras testemunhas relatam também elas ter presenciado algo de invulgar em Setúbal e Azeitão onde existirá um outro vídeo da qual o Ufo Portugal aguarda o seu envio..

A verdade está lá fora e o Peru quer encontrá-la

Força Aérea reabre divisão para investigar avistamentos de óvnis que são cada vez mais frequentes no país.

A Força Aérea do Peru está a reabrir a secção responsável pela investigação de óvnis por causa do aumento de avistamentos de fenómenos anormais nos céus do país, noticia o jornal The Guardian.

O Departamento de Investigação de Fenómenos Aéreos Anómalos (DIFAA) foi inicialmente criado em 2001 e está a agora a ser reativado, depois de terem sido noticiados mais avistamentos, explicou o coronel Julio Vucetich, chefe da divisão aeroespacial da Força Aérea.

A unidade vai juntar sociólogos, arqueólogos, astrónomos e meteorologistas e elementos da Força Aérea que vão analisar os avistamentos.
O responsável explicou ao Guardian que «muitas pessoas não reportam os avistamentos porque receiam que sejam rotuladas como doidas ou gozadas.
Mas nos nossos dias com a nova tecnologia, vídeos de telemóvel, Facebook, Twitter, as pessoas podem ser mais abertas, sem sentiram que são as únicas a terem visto o que viram», disse.

«Esta nova divisão precisa que essas pessoas venham e comunicam o que viram para que possamos abrir um ficheiro e usando a informação fornecida, façamos a respetiva análise e investigação», adiantou, enquanto folheava recortes de jornais de avistamentos de óvnis desde 1950, e que deverão ser transformados em livro pelo Instituto de Estudos da História Aeroespacial do Peru.

O mesmo responsável explicou que a divisão tem dado resposta a um aumento de atividade nos céus, desde meteoritos a lixo espacial. «Quando apresentamos provas de óvnis, as pessoas podem reagir com terror ou histeria. Temos de ter muito cuidado com a forma como apresentamos a informação».

O avistamento de OVNI não é incomum no Peru. Há duas semanas, os media locais informaram que alguns populares de Marabamba, uma aldeia em Huanuco, a região central do Peru, viram bolas luminosas no céu durante vários dias. Também em Chilca, uma estância balnear a 59 quilómetros de Lima, há registo de vários avistametnos.

As ocorrências sem explicação já atraíram investigadores de todo o mundo. Uma das habitantes locais, Paulina Jimenez, de 82 anos, contou que «há 16 anos atrás» viu «um grande número de luzes sobre um penhasco na praia Yaya», o local mais habitual para ver as «surpresas» do céu, segundo os moradores locais. Apesar dos vários relatos, a maioria nunca foi provada.

O próprio responsável da Força Aérea admite que também já viu fenómenos e admite, numa base pessoal, que é «evidente que não estamos sozinhos no universo».

O trabalho do Peru vai poder ser comparado e adcionado ao que já é feito em outros países como o Uruguai, o Chile, o Brazil, o Equador e a Argentina.

Inf - TVI24