domingo, 26 de maio de 2013

Relato de uma possível abdução

Relato feito pela testemunha:

  Sou o João, nasci em Moçambique África em 1975, e vivo em Lisboa actualmente, sou um retornado; venho aqui contar as minhas experiências, sem as querer rotular de qualquer modo, não venho aqui afirmar que fui raptado, pois nem eu disso tenho a certeza, exerço psicologia clínica, e não possuo antecedentes de doença mental na família, nem distúrbios relacionados com epilepsia e nem tão pouco sofro de qualquer patologia mental.

  Desde a minha infância que experencio eventos bizarros, e venho aqui partilhar os mais marcantes e suspeitos.

  Quando tinha uns 5 anos, tinha sonhos constantes com uns monstros, que eram sempre os mesmos, e me aterrorizavam na minha cama, estes pesadelos perduraram até aos meus 10 anos, um dia tinha uns 15 anos vejo um programa na TV, (Unsolved Mysteries) e ai vejo o monstro dos meus sonhos, essa criatura era identificada lá como um extraterrestre, ou "gray", a semelhança era marcante, especialmente a cabeça, todos os detalhes coincidiam, e eu tive uma reacção de pânico quando vi isto pela primeira vez, esta reacção foi-se atenuando com o tempo mas ainda hoje em dia quando vejo um desenho, ou até o esboço grosseiro de um "gray" tenho uma reacção de medo puro, acompanhada com reacções físicas de erecção de pele, arrepios, ritmo cardíaco acelerado, e uma inquietude patente.

Outros acontecimentos bizarros aconteceram na minha infância, como acordar no meu quarto no chão, juntamente com a minha irmã no chão, os lençóis totalmente no chão e as camas (extremamente pesadas) totalmente fora de sitio; ou uma vez perder o controle do meu corpo aquando de um passeio na mata, enquanto sentia uma presença, e uma sensação de pânico e imobilidade, quando voltei a ganhar o controle do meu corpo lembro-me de fugir em pânico, olhar para trás, e ver umas botas prateadas a caminharem no local onde estive imóvel (botas porque os arbustos da minha perspectiva apenas me permitiram observar as botas e uma fracção das pernas), curiosamente não pensei muito nisso e quando vi os meus amigos, estes estavam preocupados porque eu tinha ido á mata e não me viam à 40 minutos.
Outra bizarria que perdura até aos dias de hoje é um sonho constante que tenho, no qual estou deitado na minha cama, o meu quarto está escuro, sinto que algo não está bem, uma presença, viro-me para acender a luz, fico imóvel, não me consigo mexer, e a minha cabeça fica presa a olhar para o interruptor que nunca atinjo, o sonho tem variações a partir daqui, ou uma luz azul ilumina o quarto e vai-se aproximando, até estar a uns milímetros de mim, (eu apenas vejo o reflexo da luz na parede do interruptor, nunca consigo virar a cabeça para ver a fonte da luz), ou sinto uma presença que se aproxima cada vez mais, e por vezes me toca, no ultimo sonho que tive, curiosamente um elemento extra e interessante entrou em acção, supostamente tinha o alarme para as 8:30, para acordar o meu pai, o meu pai por vezes levanta-se antes to tempo e desliga o despertador, então o sonho consistiu em eu acordar, sentir uma presença, olhar para o despertador, e serem 8:19, dizer "bom dia pai" não ouvir qualquer reposta, entrar em pânico, sentir-me imóvel, sentir a presença a tocar-me nas costas, de um modo bastante brusco (como se eu fosse um saco de batatas), então todo o meu esforço era virar a cabeça e ver que me fazia aquilo, quando finalmente viro a cabeça, estou acordado, e são 8:25, o meu pai ainda dormia.
  Para Concluir, sempre que discuto OVNIs, ou extraterrestres, (especialmente do tipo cinzento) tenho uma reacção fisiológica que provoca a ocorrência de lágrimas, sem qualquer processo afectivo o provocar, apenas pessoas normais lacrimejam quando estão tristes, eu lacrimejo quando estou triste ou falo de OVNIs ou "greys".

  Nunca vi um OVNI, não tenho recordações de estar numa nave, ou de ser raptado ou de interagir com extraterrestres, nem tenho marcas no corpo etc.

  Apenas quero partilhar a minha experiência, que pelo seu carácter bizarro pode ser significativa para a pesquisa deste grupo, o GPPOVNIS com a qual partilhei.


  A título de curiosidade gostaria de falar de um segredo de família que apenas descobri á pouco tempo, o meu tio na guerra colonial, quando comandava uma base da força aérea no Ngaje Angola, foi alvo de um incidente com OVNIs, esta historia como segredo de família que é passou pela boca da minha tia, que depois passou à minha avó, que passou para a minha mãe e finalmente para mim, logo é possível que alguns detalhes estejam omissos ou incorrectos.
Um dia depois da sua licença, o meu tio regressava para a base de jipe com alguns oficiais do seu esquadrão, subitamente, viram uma luz vermelha de dimensões grandes e sem forma a perseguir o jipe, esta luz pairou por cima do jipe encandeando o meu tio e e seus camaradas, o objecto não emitia barulho, e acompanhava o jipe, independentemente da sua velocidade.
Ao chegar à base o meu tio questionou um concelheiro militar americano que na altura era habitual a sua presença nas bases portuguesas, e este retorquiu desconhecer aquele tipo de objecto afirmando não ser americano.
O meu tio no dia seguinte foi interrogado pelos seus superiores, onde foi obrigado a guardar segredo da situação sob pena de ser penalizado de estar alcoolizado durante o cumprimento de dever.

  Gostaria de frisar que estou a contar a verdade, dando para isso a minha palavra de honra, coisa que nos dias de hoje não conta muito como factor de credibilidade mas deveria.

  A testemunha não quis se identificar por motivos profissionais e pessoal dando o nome fictício de "João".

Crédito e arquivo.
G.P.P.O.V.N.I.S

11 comentários:

  1. boas (joao)eu pesquiso este tipo de acontecimento e no teu caso nao me parece que esteja ligado ao movimento ovni,creio mais em uma possivel ligacao ao sobrenatural que tambem e um tema que pesquiso,pesquisa o tema abducao e versa muitos relatos de pessoas que dizem ter tido contacto directo com seres,sejam grays ou reticulis

    ResponderEliminar
  2. Boas, eu não sou nenhum expert, mas deverias ir a um hipnotista, pode ser que fiques a perceber melhor o que realmente passou. È estranho teres essas reacções aos "Greys", e de teres sonhado com eles antes de ouvires sequer falar neles.
    Nao sei se vais ver esta mensagem uma vez que envias-te o relato para a GPPOVNIS, mas aqui fica o conselho :D

    ResponderEliminar
  3. Caro "João", contrariamente o que diz o anónimo acima, eu vejo nesses acontecimentos episódios de abdução.

    Essas abduções têm as suas sequelas. Passo a explicar:
    O Sr. tem desde criança episódios de abdução. Nessas abduções, são-lhe implantadas no subconsciente ordens (como no hipnotismo) que o levam a ter as reacções que refere para que não se recorde no momento ou no futuro ou até para que lhe seja incómodo falar sobre o assunto (o que acontece).
    Esta situação de abduções ficam registadas no seu subconsciente e é através dele que o senhor se recorda delas, de uma maneira confusa, durante o sono traduzindo-se em sonhos ou pesadelos.

    Para acabar, seria interessante perguntar na sua família, às avós (se ainda as tiver) e à sua mãe (se ainda a tiver) se elas têm recordações de algo estranho dentro deste tipo de fenomenologia.
    Geralmente estas abduções passam de mãe para filha (raramente o sexo masculino sofre com este tipo de herança) dada a condição de gerar vida.
    Atrever-me-ia a dizer que a o "João" é na verdade uma "Joana".
    Se assim for pergunto-lhe também se nunca teve ao longo da sua vida sintomas de gravidez que desapareceram passados cerca de três meses ou se nunca perdeu um filho inexplicavelmente (aborto).

    Interessei-me pelo seu caso.
    Sem querer abusar da boa vontade do Nuno, o meu contacto é ovnimania@hotmail.com

    ResponderEliminar
  4. Embora ache o caso bastante interessante e nao o podendo comentar em concreto, até porque ainda está para acontecer alguma prova material de alguma abducção que nao deixe margem para duvidas, deixo aqui um grande documentario sobre o mesmo, com dados bem interessantes (tais como por exemplo: suponhamos uma civilização avançada um milhao de anos, ou menos: porque nao hão-de conseguir, nao só evitar pistas materiais como até fácilmente apagar/distorcer neurologicamente dados no nosso cerebro de uma abdução, que nem com hipnose se consegue apurar toda a verdade!)
    Isto de arranjar evidencias exigirá sem duvida uma cooperação planetaria de grande esforço cientifico, que nao deixe duvidas até aos mais cepticos!
    http://youtu.be/IyqUeuWF4ww

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Como psicologo clínico, talvez lhe interesse dar uma vista de olhos neste artigo:
    http://www.paralisia.com/paralisia-do-sono/paralisia-do-sono.html

    ResponderEliminar
  7. Bom nao que me identificar por isso coloquei anonimo, tenho reaçoes estranhas quando o assunto é ET,estranho que as siglas do meu nome é ET,que ironia, bom, quando o assunto é ovinis meu olho começa a lacrimejar em segundos e eu nao entendo isso, porque quando a gente chora o olho fica vermelho depois, o meu sai muita lagrima meu nariz entope e em pouco tempo esta tudo normal, parece que nada aconteceu,acontece tambem quando sinto que tem alguma coisa me vigiando, quando eu era criança nao sei ao certo se foi sonho , mas o fato é que eu estava dormindo quando senti alguma coisa estranha parecia uma luz entrando na cabeça, lembro que acordei e vi um feixe de luz vindo em direção da minha cabeça e depois sumiu, depois desse fato, tive sonhos estranhos , tipo como resolver uma expressao que nem Einstein conseguiria resolver, coisas que estao perdidas nos desertos, as vezes acordava falando uma lingua estranha mesmo apos acordar, sonhos que tinham continuação no outro dia, pode ate parecer mentira tudo isso ou invençao, so sei que ate hoje tenho muito medo que apareça alguma coisa anormal p mim,meus olhos ate hoje saem lagrimas ,tenho a sensação que eles vao aparecer a qualquer momento, que me vigiam,se alguem ja tiver tido isso relate, espero que nao seja o unico, pois vao me achar louco ou mentiroso.

    ResponderEliminar
  8. Olá João desculpa estar a corrigir mas para mim nascido em Moçambique em 1975 e residente em Lisboa è para mim importante corrigir uma coisa aqui escrita ( apesar do ponto da questão ser Alien abduction) tu não ès retornado ...porque tu não retornaste ...tu ès refugiado de Guerra, ou emigrante.
    Se nascestes em Moçambique antes do dia 25 de Junho de 1975 è Português nascido na colônia se ès como eu nascido depois dessa data então és o que eu sou filho de um Português mas estrangeiro ...e nu refugiado de guerra que em Portugal "passou as passas do Algarve" com discriminação de pessoas com cérebro reduzido que tinham o prazer de nos discriminar... Mas pronto ...isso agora não interessa nada... Quando cheguei a Portugal (sem nada), fomos viver para uma casa muito pobre emprestada, tipo uma casa térrea e recordo como se fosse hoje da visita de luzes na minha cama quando quase bebé, após isso sempre tive situações bizarras a vida toda inclusive uma cicatriz que mais tarde me apareceu de um dia para o outro à uns 15 anos atrás , agora com quase 40 anos ainda não me interessa falar disto a ninguém nem tenho pachorra para explicar isto tudo ao detalhe... Uso mais sites estrangeiros para contar estas histórias e outros qual integro exopolitic ... Acredito que há certas coisas que nem vale a pena contar ...para quê? Vai fazer alguma diferença? ... Nada

    ResponderEliminar
  9. Eu comecei a ler sobre ufologia a um tempo antes de observar melhor e a um tempo atrás tive sonhos e um entre eles me fez parar para pensar: como sonhei isso pareci tão real... estava em uma sala muito clara com várias criaturas verdes grandes aplicando substâncias em mim e muito silenciosos andado de um lado para outro sem parar de produzir algo que não identificava. Paecia uma sala de pesquisa. Bom acordei assustada, cansada parecia que estava presa e parecia muito real quando eu era mais nova vi algumas objetis voando ao meu redor e nunca mais vi novamente. Sou uma pessoa que pode está entre milhares de outras pessoas ms sempre me sinto só. Sinto uma saudade de algo que eu ainda não sei, eu gosto do silêncio e sinto uma paz tão profunda quando observo uma figura dos arturianos azuis... essa é um pouco de minhas vivências.

    ResponderEliminar
  10. https://www.facebook.com/pg/NasaOvnisExtraterrestesAvistamentos/videos/?ref=page_internal em ilha s miguel acores

    ResponderEliminar
  11. Estive a passar pelo mesmo, tinha pesadelos todas as noites , acordava sempre em sitios diferentes da casa o que via nos meus pesadelos eram também o que chamam de uma expiral sempre que eu entrava nesse lugar morria de medo . até que uma senhora loira muito bonita apareceu fiquei com ela por 2 dias a partir dai nunca mais estive esse problema . Estranho mas gostava de recorrer a hipnose para descubrir o que se passou nessa altura . a presença sinto a até aos dias de hoje , já me afastou de dois acidentes nos quais um deles tinha sido fatal caso estivesse no carro .

    ResponderEliminar