terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Queda de OVNI em 1947 no México, permanece o mistério

Numa noite, de Agosto de 1974, Johnnie Chambers e o seu filho  John, de 10 anos de idade, estavam viajando nas montanhas a Norte de Presidio, quando observaram uma luz brilhante no céu que parecia metade de um nascer do Sol muito brilhante.
Porem parecia ter nuvens em ebulição nele e cores de um azul, roxo e vermelho.
Chambers parou e olhou, fascinado com a visão incomum que cobria boa parte do horizonte.
Pensou ser algum acidente nas montanhas do México.
De regresso a casa no seu rancho, não ouvi ninguém falar sobre o sucedido nos próximos dias, acabando de alguma forma por esquecer o ocorrido. "Até este ano".
O seu filho John, agora aproximadamente com 50 anos, ouvi falar de uma conferência sobre o fenómeno OVNI em Presidio a 19 de Outubro.
 Conferencia realizada com os investigadores que estavam investigando o acidente de um OVNI em 1974 perto Coyame no México, aproximadamente 40 quilómetros a Sul de Presidio.
John e a sua mãe apareceu na conferência dizendo aos investigadores o que viram há 38 anos.
Noe Torres de Edinburg e Uriarte Ruben de Oakland Califórnia, tem credenciais notáveis ​​como investigadores de OVNIs.
São os responsáveis por investigar o incidente de Coyame durante  anos falando das suas descobertas em conferencias e no livro intitulado "México Roswell".
Segundo reza a história história um objeto voador não identificado que viajava a 2.000 quilómetros por hora colidiu com um avião de pequeno porte a Sul de El Paso.
Os destroços em chamas de ambas as aeronaves caíram no chão e desde então que até aos dias atuais continuam as investigações.
"O pequeno avião ficou completamente destruído no acidente, mas o OVNI estava intacto", disse Torres. "O Exército mexicano achou que era um acidente de avião e não esperar encontrar sobreviventes, resolvendo esperar até o dia seguinte para chegar ao local da queda.
Quando chegaram, ao local constataram pedaços do avião e um disco de prata, aproximadamente, 17 metros de diâmetro e seis metros de altura.
Vinte e quatro soldados mexicanos cercaram o objeto estando incrédulos com a descoberta.
Carregaram o OVNI, para um camião regressando para a sua base em Ojinaga.
Uma hora mais tarde, todos os 24 soldados foram mortos.
Torres conta que os EUA estava controlando todos os movimentos, ouvindo as comunicações via rádio entre os soldados no terreno e sua Base. "Os EUA tinham um avião de reconhecimento sobre o local do camião e os corpos.
Uma equipa de investigação foi montada e quatro helicópteros levantaram voo de Fort Bliss, em El Paso para uma área a cerca de 20 quilómetros a Sul da Candelária, no Texas.
Foram colocados explosivos para limpar a área de contaminação e vestigios
O OVNI foi levado para uma base secreta do governo nas Montanhas Davis, em seguida, transferido num camião para Atlanta, Geórgia e do Centro de Controle de Doenças, para ver se eles poderiam encontrar contaminantes.
Daí seguiram para outro composto militar, provavelmente Wright Patterson Air Force Base, perto de Dayton, Ohio.


Crédito
Tradução e adaptação Espanhol / Português

Para perceber o que ocorreu, assista ao vídeo documentário...


1 comentário: