segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Parafusos com 300 milhões de anos

A Outubro de1996, uma expedição na Rússia que tinha como objetivo encontrar meteoritos na região de Kaluga, terá criado uma grande surpresa para a comunidade cientifica.
Durante a recolha de alguns minerais rochosos e análise Raio X, foram encontrado dois parafusos cravados na rocha, que datam aproximadamente de 300 milhões.

O fóssil parafuso tem um tamanho de 2 cm , intriga a comunidade cientifica para qual não encontra uma explicação plausível.

Esta descoberta ocorreu a 17 de Outubro de 1996 pela equipe Russa Kosmoposik, mas só agora se tornou conhecida após a publicação da descoberta na Revista Ogonek.
A datação mais antiga de que se tem conhecimento do ser humano " tem aproximadamente 200 mil anos segundo avança John Fleagle da Universidade Stony Brook de Nova York.


Sabendo que o ser humano não tinha capacidade nem inteligência para construir tais proezas na época, quem terá sido o autor destes parafusos?
Será que a ciência como a conhecemos está correta ou será esta descoberta Crinoides!

Crinoides fossilizados

Certamente que a ciência não encontra as melhores repostas e cria as suas próprias gafes...
Para apimentar mais a situação, em 1984 era descoberto no Rio Paluxy Texas, uma pegada humana com botas, que data de 500 milhões de anos segundo o antropologo Carl Baugh, responsável pela descoberta e pesquisa do achado.
Esta descoberta terá sido baptizada como pegada Burdick.

Pegada de botas com 500 milhões de anos
Existe um grande número de evidencias, registos, descobertos ao longo dos anos que nos tem vindo a revelar que o ser humano ou alguém inteligente já se encontrava na Terra bem antes das datas avançadas pela ciência na história como a conhecemos.

Na África do Sul terão sido descobertas cerca de 200 esferas durante escavação que datam de 2. 8 bilhões de anos que intrigam também a comunidade cientifica.


Com 1 a 4 polegadas estas esferas são constituídas por Aço e Níquel o seu interior é composto por um material esponjoso que em contato com o ar, se desintegra.O diretor do Museu Klerksdorp, Roelf Marx, conta que as esferas são um verdadeiro mistério!
Um estudo de rádio - isótopo, revela que que a datação se baseia em 2.8, 3 bilhões de anos, seria impossível a natureza ter realizado estas esferas ou vida inteligente, visto que a ciência historicamente revela a vida humana recentemente.

Existem crentes de que estas esferas serviriam de transmissores alienigenas que enviariam informação terrestre para fins de estudos científicos e desenvolvimento do Planeta.
Técnicos da NASA concluem que para construção destas esferas, estas teriam de ser construídas em gravidade zero pelo seu equilíbrio.

Os cientistas optam por não falar muito no assunto de forma a que estas evidencias acabam elas por cair no esquecimento, pelo simples fato de não possuírem respostas plausíveis ou algo que vai totalmente contra aos números por estes avançados no passado.
Se não foram os humanos no passado a deixar estas evidencias quem foram os responsáveis?!
Será que a ciência e a história como a conhecemos está correta!

Matéria de Nuno Alves
Um pequeno artigo para deixar os leitores a pensar um pouco.



13 comentários:

  1. A pergunta de se impõe é:
    Será que essas datações estão bem feitas?

    Não seria a primeira vez que esse tipo de erros aconteciam.

    Se se verificarem ser correctos então de facto algo não está bem. E não é a história do Homem mas sim a noção que as pessoas têm sobre a vida extraterrestre e sobre a possível interferência dessas civilizações na nossa evolução.

    ResponderEliminar
  2. Crinodes assim parece Fernando.
    Mas faltam mais informações.
    Seria necessário termos uma análise dos crinoides como também do que foi encontrado na rocha a fim de saber se é constituido pelos mesmos compostos químicos.
    Algo que nos possa dar certezas e não dúvidas.
    Neste momento parece apontar tudo para os crinoides da qual o Paulo Poian alega ter sido um Hoax elaborado e agora divulgado.
    Bom eu pessoalmente não sei mas me inclino 90% para crinoides.

    ResponderEliminar
  3. Alguem saberia informar se o "parafuso" da primeira foto tem rosca ou são apenas anéis? Se forem roscas, a coisa fica mais difícil de ser explicada, não deixando de ser tão intrigante também se for anel. Outra coisa : se são roscas, elas continuam por dentro da pedra, ou terminam onde se vê na foto?

    ResponderEliminar
  4. Até podiam ser crinoid mas não acredito.
    A própria ciência ou ciêntistas quando confrontados com uma temática pra qual não encontram uma explicação razoavel, imediactamente inventam algo sobre a descoberta ou de quem a descobriu.
    A chacota recai sobre o descobridor.
    O parecer não significa que o seja e após uma descoberta destas não acredito que as pessoas envolvidas tenham o descuido de não averiguar cautelosamente todos os pormenores.
    Para os que acreditam que a ciência é perfeita e tudo se baseia na perfeição dos ciêntistas aconselho a lerem muito bem o que aqui partilho em link.

    http://super.abril.com.br/ciencia/erros-fraudes-intrigas-cientistas-440955.shtml

    A própria ciência está muito errada como a conhecemos.
    Inclusivê a teoria da relatividade e metodologias que não passam elas de teorias onde as práticas falharam.

    ResponderEliminar
  5. Segundo os ciêntistas os ovnis não existem!
    São coisas criadas pela nossa imaginação fértil ...DIZEM...
    Hà 200 atrás pensar andar a 200 kh tb era imaginação fértil.
    Hoje não passa de uma realidade.
    Em que ficamos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficamos mal se, apesar das fortíssimas evidências que se nos apresentam, não conseguirmos inferir as informações disponíveis.

      Eliminar
  6. Simplesmente patético validarmos a existência de possíveis ancestrais com milhões ou bilhões de anos, é absolutamente inconcebível que estes possíveis seres tenham deixado sua prole ou herança genética nesta obscura realidade em comparação aquela que eles possam estar vivendo, que imagino tenha que ser de conhecimento profundo muito alem de nossa capacidade, a não ser é claro que sejamos apenas experiências mal sucedida.Quanto mais fuçamos e descobrimos fatos da história deste mundo mais indigna é nossa existência!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário é ridículo, vive aí a tua mentira bonita, nós queremos a verdade!

      Eliminar
  7. Patética é sua visão embotada; Acorda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  8. Este parafuso pode ser de uma antiga civilização humana vinda de outro planeta para colonizar a terra, porem com o tempo tudo se perdeu e o homem teve que recomeçar tudo denovo. Pode ate esplicar o desaparecimento dos dinossauros, quem sabe devido a falta de alimentos o proprio homem tenha caçado estes animais até sua estinção. Agora a raça humana esta refazendo o caminho de volta, daqui algum tempo pode ser que em outros planetas os astronaltas vão se esbarrar com antigas naves construidas por civilizações humanas.

    ResponderEliminar
  9. Este parafuso foi manufaturado pelos antigos para as pessoas ficarem encucadas no futuro. Deram boas risadas e depois viveram suas vidas, envelheceram e morreram.

    ResponderEliminar
  10. Ou a Bíblia está com a razão mais uma vez, quando o autor inspirado por DEUS diz que: "O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; (Eclesiastes 3:15). O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol. (Eclesiastes 1:9) Ou o parafuso foi usado para emendar a pedra lascada.
    Quem acredita em extraterrestres deveria ler o livro apócrifo de Enoque que fala a respeito de anjos caídos, os Benai Elohim e Nefilins que com o seu conhecimento e inteligência superior na era pré-diluviano provocaram toda sorte de hibridizações e feitos que duram até os dias atuais. Eles sem duvida eram extraterrestre pois habitavam planetas como Marte, Jupter ou qualquer outro planeta solar ou extra solar; mas cobiçaram as filhas dos homens e saíram da sua dimensão desobedecendo o criador; motivo pelo qual todos foram encerrados em prisões a uma camada dimensional da nossa, e hoje age nos filhos da desobediência por indução.

    ResponderEliminar