quinta-feira, 5 de maio de 2011

UFOs estiveram nos céus de Aurora (CE) Brasil, segundo relatos de populares

Diversas ocorrências semelhantes estariam se repetindo há anos na região


Dois estranhos objetos luminosos apareceram no céu do município de Aurora, no Ceará, por volta das 20h30 deste último sábado, dia 30 de abril. De formato não muito arredondado, segundo narrativas dos que os viram a olho nú, porém, para quem os observou por meio de luneta, não restaram dúvidas: os dois artefatos tinham a forma triangular.


Ainda asseguraram que os mesmos permaneceram no céu por mais de 20 minutos realizando uma série de pequenas evoluções em paralelo na direção Oeste. Fortemente iluminados, os dois objetos mudavam o tempo todo sua tonalidade, oscilando entre as cores verde, azul, vermelho e amarelo. Vez por outra se apagavam por completo desaparecendo no céu como se ficassem invisíveis, mas logo em seguida, em fração de segundos reapareciam com intensa luminosidade, chamando com isso a atenção de alguns moradores do conjunto Padre França na vila Paulo Gonçalves.

Os primeiros relatos sobre a inusitada aparição vieram de lá, quando os estudantes Vínícius Borges e seu primo Alisson Barbosa, os primeiros a avistarem as estranhas luzes no céu, decidiram ligar para outro primo, Karlos Marx, residente no Araçá. Este último possuía um pequeno telescópio astronômico de observação, inclusive já tendo lido sobre o assunto na coleção da Revista UFO e nos livros temáticos do seu pai relativos ao estudo da fenomenologia ufológica. Os UFOs demoraram o bastante para que fosse possível a montagem do aparelho e observação com mais nitidez.

Segundo as testemunhas, tais objetos tinham formato triangular, além da variabilidade do seu colorido. Junto com estudantes, muitas outras pessoas puderam avistar o fenômeno no firmamento naquela noite de sábado, tanto na vila Paulo Gonçalves quanto no bairro Araçá e na rua Parque Sabiá. É possível que outras localidades possam haver presenciado tal aparição, mas não se pronunciaram devido a incompreensão de tão estranho acontecimento.

Pela riqueza dos detalhes relatados, tudo levaria a crer que se tratavam realmente de UFOs, entendidos por alguns como naves tripuladas de origem extraterrestre que por alguma razão vêm observar a Terra.

"Pela minha modesta experiência como entusiasta e estudioso da Ufologia, posso sustentar que não se tratou nem mesmo de sonda ufológica. Tampouco de avião e nem astro. Primeiro porque os astros não mudam de cores, avião não consegue parar no ar e nem fazer aqueles tipos de manobras. Como também não tem a capacidade de se tornar invisível. Aliás, nossa tecnologia aérea ainda não conseguiu vencer as barreiras impostas pela lei da gravidade", declarou José Cícero, professor de biologia, química e secretário de Cultura do município. "Naquela noite de sábado, o céu de Aurora estava bastante carregado, nenhuma estrela ou planeta podiam ser vistas no firmamento. Tanto que, em seguida, uma grande chuva banhara a cidade e o município como um todo", disse Cícero.


Uma das fotos disponibilizadas
crédito: José Cícero

Riacho do Bordão de Velho

A respeito do tema, cumpre ressaltar que na comunidade rural do riacho do Bordão de Velho, aparições deste tipo não constituem nenhuma novidade, visto que há muitos anos vêm sendo observadas diversas ocorrências muito semelhantes. Principalmente no período da noite com o avistamento de variados formatos de objetos luminosos sobre a serra da Várzea Grande. Portanto, com a intenção de observar e analisar a veracidade de tais relatos é que está sendo agendada a realização de uma vigília ufológica naquela localidade.

"Ainda em 2006, quando realizei algumas aulas de campo às margens do rio Salgado com minha turma de alunos do ensino médio nas disciplinas de biologia e química do Colégio Monsenhor, determinei que duas pessoas ficassem responsáveis pelos registros fotográficos – Antônio Custódio (na época da assessoria de imprensa da Prefeitura) e o aluno Hugo Deleon. No outro dia, qual não foi a minha surpresa quando numa das fotos sobre a paisagem do rio constatei a presença no canto superior da fotografia um UFO. Analisei esta foto em programas de computador e estava lá – um disco voador com todas as letras, cuja velocidade fora tão fantástica e silenciosa que mesmo com a presença de mais de 60 alunos ninguém se deu conta naquele ambiente da sua passagem. Contudo, ficara registrado naquela rara imagem pela nossa câmera. Imagens que só agora resolvi trazer à baila para a apreciação dos internautas", completou o professor José Cícero.

Crédito de Inf - Revista UFO
http://www.ufo.com.br/

Sem comentários:

Enviar um comentário