terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Morrem dois mil peixes na Colômbia e atribuem-no a um OVNI


Bogotá.

- Habitantes de uma população do Nordeste da Colômbia asseguram que uns 2.000 peixes têm  morrido desde a semana passada após ter surgido um estranho objecto que voava e emanava luz, visto por uns segundos sobre uma ciénaga da região.

O caso ocorreu na aldeia do Llanito, jurisdição da cidade de Barrancabermeja, onde na Sexta-Feira passada vários populares observaram um objeto voador, segundo meios de imprensa locais.

Pouco depois começaram a flutuar peixes mortos na ciénaga, mas a diferença de outros casos similares atribuídos pela falta de oxigênio, desta vez aos habitantes do Llanito chamou-lhes a atenção que todos apresentam queimaduras nas escamas.

Segundo Magaly Gutiérrez, dirigente de uma organização comunal, o fenômeno durou uns 20 segundos e foi observado por muitas pessoas.

A radio RCN assinalou que habitantes da aldeia vizinha de Ponte Sogamoso, em jurisdição do município de Porto Wilches, disseram ter visto voando um objecto redondo que fazia deslocações laterais no mesmo dia que começou a morte dos peixes no Llanito.

O presidente da Associação de Acuicultores e Pescadores do Llanito, Juan Terceiro, disse que os peixes mortos apresentam queimaduras e começaram a flutuar desde a "estranha iluminação na ciénaga", segundo declarações que publica o diário "Vanguardia Liberal" de Bucaramanga.

Autoridades ambientais de Barrancabermeja deslocaram-se para a ciénaga para recolher amostras que permitam conhecer o que produziu a mortandade dos peixes, segundo RCN.

Sem comentários:

Enviar um comentário