terça-feira, 26 de outubro de 2010

Ovnis 23 de Outubro de 2010 na Pensilvânia Delaware

video

9 comentários:

  1. show Nuno, muito bom. Mais uma prova da existencia do mesmo, Valeu memo..

    ResponderEliminar
  2. Muito bom mesmo.
    Flotillas o mesmo que existe no Mexico

    ResponderEliminar
  3. Calma!
    Não sabemos de que se trata!
    Possívelmente ainda pode surgir alguma explicação futura para esta observação.
    Sim faz recordar as inúmeras observações feitas no México.
    Mas seja o que for é muita luzinha hehehe.
    Ainda falta um pouco para o Natal ;)

    ResponderEliminar
  4. vai ve morreu um chines e todo mundo botou balão luminoso no ceu.
    é tradição deles kkkkkk

    ResponderEliminar
  5. Muito interessante este video.
    Não serão novamente os paraquedista!
    Ou balões, já que se arranja desculpa para tudo.

    João Carlos

    ResponderEliminar
  6. Um salto de paraquedistas em grande envergadura pode de alguma forma causar este efeito e confusão.
    Mas não creio que seja o caso.
    Os paraquedistas em queda lenta sustentavél com iluminação de identificação posicional, podem fazer o que observamos nas imagens.
    Mas o que se apresenta não me convence muito que sejam paraquedistas.

    ResponderEliminar
  7. E que tal uma lista de mitologias portuguesas!
    No alentejo existe uma grande série delas.
    Gostei do vosso trabalho.
    Parabéns ao Bloguer

    Fernando Aleixo
    Escola de Arquitetura do Minho.

    ResponderEliminar
  8. O mistério do mito português existe desde que Portugal é Portugal. Como mito, o nosso país não se estruturou num único momento. Houve vários e nunca foram muito duradouros. Em “A Mitologia Portuguesa”, Sérgio Franclim pretende “definir os principais traços da mitologia portuguesa e alargar o conceito que a própria palavra contém”.

    Fortemente realista, este é, sem dúvida, um livro para a história. Baseado nos principais factos que marcaram o erguer de uma nação, o autor, numa escrita sóbria, irrepreensível, aborda com grande rigor, além de muitos outros assuntos: A Génese de Portugal e a Ordem do Tempo; Joaquim de Friore e a Idade do Espírito Santo; O Real Mosteiro de Santa Maria de Belém; O Sebastianismo e o Quinto Império; O Grande Ressurgir de Portugal; Fernando Pessoa: O Maior dos Sebastianistas; Portugal e o Mundo Moderno e A Última Iniciação de Portugal.

    Como recorda a sua sinopse, esta é uma “viagem pelos segredos da história lusíada e pelos mistérios dos símbolos, que nos conduz pelas figuras mais ilustres de Portugal como D. Afonso Henriques, Padre António Vieira e Fernando Pessoa”. “A Mitologia Portuguesa”, trazido até nós através das edições Ministério dos Livros, é mais um dos livros de Sérgio Franclim que aborda a temática da portugalidade. Uma nota também para a sua ilustração: um décor que enriquece a obra.

    ResponderEliminar